Página Inicial » Treinos » Princípios do treinamento de força – A adaptação

Princípios do treinamento de força – A adaptação

Continuando a série sobre os princípios do treinamento de força, neste artigo iremos abordar o princípio da adaptação. Este é um princípio não apenas do treinamento de força, mas é sim um princípio que se enquadra em todos os componentes da natureza. E através do princípio da adaptação que Darwin estabeleceu a teoria da evolução. Assim, adaptação é sinônimo de evolução, seja ela orgânica ou muscular. Se não fôssemos capacitados por este princípio, o ser humano não conseguiria habitar em tantos lugares, não teria se desenvolvido e chegado ao seu status atual. É este princípio que nos permite evoluir e melhorarmos, ou em determinadas situações, piorarmos, nossa condição. Se seu corpo recebe estímulos de maneira correta, se desenvolve e evolui. Se deixa de receber estímulos ou os recebe de maneira inadequada, retrocede.

Segundo Weineck (1991):
“A
adaptação é a lei mais universal e importante dos seres vivos. As adaptações biológicas se apresentam como mudanças funcionais e estruturais em praticamente todos os sistemas. Sob adaptações biológicas do exercício, entendem-se as alterações dos órgãos e sistemas funcionais, que aparecem em decorrência das atividades psicofísicas”.

principios do treinamento de força a adaptaçãoTodo exercício gera uma sobrecarga ao corpo, mexe em sua homeostase (estado em que ele se encontra no repouso). Se este exercício for sistemático e impor um volume e uma intensidade necessárias para que se mude esta condição inicial, ocorre a adaptação.

Segundo Tubino (1990)
“este princípio do Treinamento está diretamente ligado ao fenômeno do stress” . Para melhor entendermos o princípio da adaptação, devemos entender antes de mais nada a homeostase, que é o estado em que o corpo se encontra quando está inativo ou em repouso.
Homeostase, é equilíbrio estável do organismo humano em relação ao meio ambiente em que vive, e sabendo-se que esta estabilidade se modifica com qualquer alteração ambiental, ou seja, para cada estímulo teremos uma resposta. E entendendo por estímulos o calor, os exercícios físicos, as emoções, as infecções, e outros fatores que mexem em nossa estrutura física e emocional, podemos concluir que a adaptação ocorre da seguinte forma:

  1. Estímulos Fraco: não acarretam mudanças.

  2. Estímulos médios: apenas excitam.

  3. Estímulos médios para fortes: provocam adaptações.

  4. Estímulos muito fortes: causam danos. (bidem, 1984).

Princípio da Adaptação na Musculação

A musculação é um dos exercícios físicos que mais facilmente podemos evidenciar a adaptação. Como já explicado, se o estímulo fica entre médio e forte, teremos a adaptação, através do que a ciência chama de Síndrome de Adaptação Geral. Essa síndrome segundo Tubino ,1990:

“ É a reação que o organismo tem aos estímulos que provocam adaptações ou danos ao mesmo, sendo que estes estímulos são denominados agentes stressores ou então stressantes”.

A síndrome de adaptação geral (SAG) é dividida basicamente em três fases, até que o agente estressante em sua ação atinja então o limite da sua capacidade fisiológica de compensação do organismo: a 1ª Fase é a de Reação de alarme. A 2ª Fase é a da resistência (adaptação) e a 3ª Fase é a da exaustão (ibidem, 1984).

Aplicando estes conhecimentos a musculação propriamente dia, podemos dizer que quando um sedentário inicia o treinamento, está na fase de reação de alarme, onde o corpo tenta restabelecer a homeostase, depois entra na fase de resistência, onde ocorre de fato os estímulos para a adaptação e por fim a exaustão, onde o corpo precisa de repouso para assimilar os estímulos e se tornar resistentes a eles. Encontrar este estímulos fortes e médios requer que você tenha um bom professor ao seu lado e muita dedicação em seu treino. Por isso, fique cercado de bons profissionais que saibam avaliar e prescrever um treino de qualidade para você.

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!