Página Inicial » Treinos » Pontos de descanso no treinamento de pernas

Pontos de descanso no treinamento de pernas

Veja como deve ser o ponto de descanso mais recomendado em 3 principais exercícios de pernas: agachamento, extensão e flexão de pernas.

Pontos de descanso nos exercicios para pernas

O treinamento de força precisa de diversos componentes para ser eficiente. Entre eles está a elevada intensidade em seus exercícios. Neste sentido, nos exercícios de musculação, em qualquer um deles, devemos evitar o que chamamos de pontos de descanso. Estes pontos, são caracterizados por momentos da execução, onde através de uma série de componentes, o músculo deixa temporariamente de ser solicitado.

Quando somados em um treino total, os pontos de descanso podem ser responsáveis por grandes perdas de intensidade, o que compromete os resultados. Por isso é fundamental que você conheça os principais pontos e evite-os ao máximo em seu treinamento.

pontos de descanso exercicios treino pernasNo caso do treinamento de pernas, existe uma infinidade de exercícios que são utilizados, para os mais variados músculos. Neste sentido, para deixar a abordagem mais clara e o entendimento facilitado, vou focar nos principais exercícios.

É muito importante você saber que estes pontos de descanso devem ser evitados, para que não se perca em intensidade no treino e o músculo seja solicitado da maneira mais eficaz possível durante o treino.

Veja os pontos de descanso dos principais exercícios:

Agachamento:

agachamento ponto descanso

O exercício mais utilizado quando falamos de treino de força para pernas, o agachamento tem um ponto de descanso em especial, que deve ser evitado. Quando se inicia o movimento de um agachamento, seja ele em afundo ou em 90° você está com as pernas totalmente estendidas. Ao iniciar o movimento, você volta até esta posição, que é o ponto de descanso do agachamento.

 Sabemos que esta é a amplitude final do movimento e que deve-se subir até o fim para que o exercício seja efetivo. Porém, este ponto se torna de descanso quando se para neste local. Assim, o ideal é subir até o ponto máximo e retornar a fase excêntrica (descida). Caso você pare, mesmo que seja por 4 ou 5 segundos na posição inicial, vai estar perdendo em intensidade.

Extensão de pernas:

extensão de pernas

Este movimento tradicional para os quadríceps, é geralmente feito na máquina e apresenta um ponto de descanso principal e um secundário. Na posição inicial, com os pesos tocando a máquina e os pés apenas posicionados na máquina, você tem a posição inicial do exercício.

 Ao efetuar o movimento, se você parar na extensão máxima e ali permanecer, estará em uma contração estática, que em pessoas bem treinadas pode ser considerado um ponto de descanso, mesmo que o músculo esteja contraído. Porém o principal ponto de descanso é a parte final do movimento, principalmente se os pesos tocarem a máquina novamente, diminuindo consideravelmente o peso. Por isso, deixe a fase excêntrica chegar até o ponto onde os pesos ficam a alguns centímetros da máquina, mas não a tocam.

Flexão de pernas:

Flexão de pernas

 

Exercício muito utilizado para os músculos posteriores (isquiotibiais) apresenta dois pontos de descanso bem definidos, principalmente se for feito deitado. Os exercícios em pé, pela ação da gravidade, tem apenas um ponto de descanso.

 No movimento inicial, com os pés encaixados e as pernas estendidas, você está num ponto de descanso, tanto na máquina em pé, quanto na deitada. No caso desta última, o ponto final da contração concêntrica, quando os joelhos estão dobrados, também estamos num ponto de descanso, onde o movimento não pode ficar parado, para que não haja perda de intensidade.

Conclusão:

Perceba que a posição inicial de cada exercício geralmente é um ponto de descanso e que em alguns casos existem outro ponto no final do movimento. Algumas pessoas acham que isso é um detalhe irrelevante, mas se você compensar seus movimentos em todas as séries nos pontos de descanso, ao final da sessão você terá deixado de obter muito no que se refere a intensidade. Por isso, evite ao máximo usar estes pontos de descanso na execução dos exercícios. Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Professor de educação física formado pela Uniasselvi Fameblu, pós graduando em fisiologia do exercício e em Personal Trainer. Atua como treinador pessoal e com consultoria online para treinamento. Também é redator na área da saúde, treinamento físico e qualidade de vida.

3 Comentários

  1. Ewerton Dario dos Santos

    esse artigo é muito importante e pouco comum, porque muitos sites não falam sobre isso.

  2. Muito bom saber disso. Vou me concentrar ainda mais agora. Grata pela matéria. 😉

  3. Boa tarde! gostaria sesaber se é correto fazer agachamento segundas , quartas e sextas ou se devo ter um intervalo maior?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GSuplementos

GSuplementos

Curta-nos no Facebook!