Página Inicial » Dietas e Nutrição » Saiba o porquê o álcool atrapalha tanto os resultados na musculação

Saiba o porquê o álcool atrapalha tanto os resultados na musculação

Entenda porque ingerir bebida alcoólica com frequência ou em grande quantidade pode prejudicar seus ganhos na musculação.

Sabia que aquela cervejinha no final de semana pode prejudicar em muito o seu treino? Pois é verdade, as bebidas alcoólicas em geral acabam prejudicando a evolução física por vários fatores, como a deficiência na absorção de vitaminas e minerais, problemas na produção de testosterona, desidratação corporal, entre tantos outros. O problema acaba sendo justamente maior porque a bebida alcoólica já está implantada no meio social de todos, muitas vezes até incentivada em grande escala. Por isso este artigo tem o objetivo de alertar e mostrar os riscos de se ingerir bebidas alcoólicas no meio fisiculturista.

Musculação X ÁlcoolO Álcool acaba ganhando o título de grande inimigo da musculação, isso por causa de fatores básicos e bem evidentes. Para começar, o fisiculturismo exige em primeiro lugar uma dieta equilibrada. Pois mesmo passando toda a semana nutrido por uma dieta rigorosa e treinando muito, esse resultado acaba sendo praticamente sabotado por aquela cerveja do final de semana. Os dois não combinam, pois para que o corpo evolua, a alimentação precisa ser constante e necessária, o álcool acaba prejudicando a absorção de grande parte dos nutrientes e desregulando outras funções do organismo. Ainda mais quando vem aquele tira-gosto bastante gorduroso.

 O que acontece no organismo quando bebemos

Para entender melhor, precisamos saber o que acontece com o organismo quando recebe a bebida alcoólica. Ela é absorvida principalmente pelo intestino delgado, a menos que seja numa quantidade muito pequena, quando é absorvida pelo estômago e o cólon. Mas em todo caso, acontece uma breve transformação das funções corporais para a adaptação do organismo aos efeitos do álcool. O fígado então produz uma enzima chamada desidrogenase (ADH) que transforma o álcool em acetaldeído, uma substância altamente tóxica que acaba se ligando às proteínas e modificando suas estruturas. Toda a alteração metabólica decorrente disso ocasiona até mesmo em acúmulo de gordura no fígado.

Um dos problemas a curto prazo que acaba sendo um dos maiores inimigos da boa forma é a diminuição da capacidade do corpo absorver vitaminas e minerais. Pois enquanto o fígado está trabalhando para eliminar as toxinas, acaba eliminando também outras vitaminas e minerais que deveriam ser absorvidas. Com isso, o corpo acaba eliminando uma grande quantidade necessária de nutrientes pela urina. Ou seja, vai faltar vitamina e vai sobrar gordura. Por isso o rendimento do atleta costuma ficar muito denegrido após um fim de semana de bebedeira.

Onde o álcool mais prejudica os ganhos

Uma forte bebedeira acaba causando deficiência de vitaminas B1, B2, B6, B12 e C, todas vitaminas importantíssimas para quem pratica musculação, como já vimos por aqui. É praticamente impossível conseguir massa muscular quando se está deficiente dessas vitaminas. A vitamina B2, por exemplo, é responsável por favorecer o metabolismo na sintetização de gorduras, açúcares e proteínas.

Na parte hormonal, o álcool também trabalha de forma prejudicial. O álcool interfere no hipotálamo, na hipófise e também nos testículos, que são os encarregados pela função reprodutiva de testosterona, o hormônio masculino principal responsável pela característica e força muscular. Por isso que, quem bebe muito acaba, com o tempo, perdendo boa parte das principais características masculinas. Em mulheres esse caso também se agrava, ocasionando problemas severos no metabolismo ósseo, assim como os distúrbios menstruais decorrentes também do desequilíbrio hormonal.

A diminuição da síntese protéica em decorrência da ingestão de bebida alcoólica sempre acontece, até mesmo em pouca quantidade. O problema é que, quem espera resultados, não pode nem pensar em abalar sua capacidade de sintetização de proteínas. Calcula-se para quem costuma beber muito seguidamente, uma perda de até 20% da musculatura, que acaba sendo substituída por células de gorduras no final da história.

Devemos lembrar também da desidratação, especialmente para quem prefere cerveja. Isso porque toda bebida alcoólica tem efeito diurético. É bom saber que quando se está indo muito ao banheiro por beber cerveja, o que está saindo não é necessariamente a cerveja. O que sai é líquido em exagero. O corpo humano é constituído cerca de 70% de água, sendo ela importante ao funcionamento de tudo. E com o efeito diurético, é possível perder até sais minerais como o cálcio.

A fadiga é sem sombra de dúvidas um outro inimigo da boa forma. Quanto mais energia num treino, melhor. O corpo precisa trabalhar forte operando com o máximo de sua capacidade física, para que os músculos possam se regenerar durante o descanso normal. E, bem, bebidas alcoólicas danificam as horas de sono do atleta. Como é durante o descanso que os músculos se recuperam e crescem, um corpo fadigado jamais vai conseguir obter todo o resultado que conseguiria num processo normal de sono e descanso. Sendo que, ainda mais depois de uma bebedeira, o corpo gasta energia a mais para poder se recuperar totalmente, e isso pode levar mais de 48h.

E isso tudo pode ficar pior por causa dos efeitos nocivos do álcool no sistema nervoso. Além de prejudicar no tempo de reação, também acaba denegrindo a coordenação motora. O consumo de bebidas alcoólicas por muito tempo acaba lesando de vez todo os sistema nervoso, ainda mais, em caso de alcoolismo, causar um atrofiamento do cérebro. Isso claro, além do stress e indisposição que, dependendo do organismo, nem mesmo é necessário beber muito para ocasionar no dia seguinte.

Outra questão importante e que não notamos, é a falsa sensação de que sua performance não está sendo prejudicada. É mesmo normal as pessoas que bebem muito, possuírem a certeza de que são de algum modo melhores enquanto estão bebendo. Claro que na hora derradeira, na pratica mesmo, isso não acontece. Até porque corpo inchado é bem diferente de corpo com musculatura definida. E mesmo quem é “acostumado” a beber em grande quantidade e por isso pensa que não é afetado por alguns copos de cerveja apenas, acaba sendo prejudicado sim. Acontece que os exercícios precisam de um ciclo evolutivo, é aí que a boa dieta entra. Imagine fazer uma dieta regrada e quando chega no final de semana, toda ela é desequilibrada pelo processo de digestão do álcool pelo organismo, ao iniciar a semana, certamente não terá o mesmo rendimento de quando terminou.

O ganho muscular realmente não é uma tarefa fácil, exige disciplina e muito treino. Como dito no início do texto, isto não se trata de um artigo contra a bebida alcoólica, mas sim um informativo. Cada um bebe o quando quiser e como quiser, mas se você quiser ver bons resultados em seu corpo, é bom se informar bem. A grande maioria das pessoas que reclamam por causa da falta de resultado, é formada por aqueles que não conseguiram seguir sua dieta a sério. Claro que a evolução também depende do corpo de cada um, mas sem uma boa dieta e muito treino, os efeitos serão pífios sempre.

Abraços e Bons Treinos.

Referências Bibliográficas:
King AC, Byars JA.
 Alcohol-induced performance impairment in heavy episodic and light social drinkers. J Stud Alcohol. 2004
Weineck, J. Biologia do Esporte. 2ª edição. São Paulo, Manole, 2000.
http://www.virtual.epm.br/material/tis/curr-bio/trab99/alcool/alcoolorganismo.htm
http://www.cbcm.com.br/modulos/artigos/descricao.php?cod=24

Sobre Bruno Vargas

14 Comentários

  1. Excelente o texto, ñ tem jeito…se quiser ter bons resultados na musculação, tem que mudar os habitos e principalmente o de beber… cerveja, whisky, vodka…esquece e também parar de fumar, outra coisa que atrapalha muito tb.
    Bom, fumar atrapalha de qlq forma, isso mata!!

  2. eu estou treinando a 2 meses tomando apenas suplemento e cuidando da alimentação, ja havia 2 anos q eu ñ ingeria alcool, mas esses dias bebi d+ da conta. um dia só q se consome ja mucha no outro dia?? mesmo sem tomar anabolizante??

  3. 2 livros e 2 sites de Referências Bibliográficas …
    Bebo cerveja todos os dias, faço musculação em vários grupos musculares no mesmo treino. 4 ou 5 dias por semana treino. As vezes fico mais de 8 horas sem comer. Bebo muita aguá. E, novamente, bebo cerveja todos os dias. Sou barrigudo (gordura localizada) e estou ganhando massa magra.

  4. As pessoas que consomem termogênicos devem ter total consciência que devem ficar longe de bebidas alcoólicas, ou até mesmo outras substâncias estimulantes que podem maximizar os efeitos do termogênico como o café, energéticos e etc.

  5. Bebo todo final de semana, pra mim não faz mal.

    • Eu também bebo e esse é meu principal passa tempo. Não bebo muito, mas estou progredindo no meu corpo. Com certeza eu teria uma perfomance melhor, mas do que adiantaria se eu quero e gosto de curtir a vida. Eu acho que uma coisa muito importante é você estar feliz. Há gordinhos felizes e isso é o que conta, eu bebo e me sinto bem, isso é o importante. Pior mesmo são pessoas que bebem e não fazem nenhum exercício pra eliminar o lado negativo.

  6. excelente. melhor matéria que eu já vi no site. explica sem rodeios

  7. Eu malho três vezes na semana,mas eu bebo de vez em quando 3 a 4 latas de cerveja,não passa disso. Essa quantidade pode atrapalhar mesmo assim? Eu não tenho ambição de ficar torneado;quero mesmo so ter um corpo legal
    tenho 171 al e peso 73 kg

  8. Bebo todo final de semana 02 caixa de lata de 550, treino há 11 meses, tenho 1,71 e peso 92 tenho 12 de gordura, no começo tinha 86 kg e 28 de gordura apesar de não tenho a intenção de ser fisiculturista, minha opinião é que tendo uma alimentação correta e treino esforçado mesmo pode se conciliar ambas as coisas.

    Ah, tomo apenas Whey isolado e e albumina

  9. Malho direto…chapo o coco todos finais de semana….Estou sentindo que está me prejudicando e muito a cerveja…Vou malhar na segunda feira meu corpo não consegue acompanhar os exercícios….tenho de tomar uma decisão. …bebo ou Malho.

  10. Cara…eu treino rigorosamente de segunda a sexta, por cerca de 2h, faço dieta e acompanhamento nutricional, no sábado tomo uma garrafa e meia de cerveja, e como meu tira gosto (geralmente porção de peixe ou frango), faço uso de L-carnitina, ZMA, Whey 3w, em 3 meses passei de 88 para 76 kg, e de 24 para 17% de gordura corporal, tive um ganho de 3,9kg de massa magra..e o meu nutricionista disse que não preciso abrir mão da minha cerveja…é lógico que não pretendo me tornar mister universo..só quero melhorar condicionamento e ter um corpo legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arnold D 160

arnold D 160

Curta-nos no Facebook!