Página Inicial » Lutas » Preparação física no Muay Thai, como ela deve acontecer

Preparação física no Muay Thai, como ela deve acontecer

A preparação física no Muay Thai é uma preocupação crescente, haja visto que o número de praticantes é cada vez maior. Veja como ela deve acontecer!

Treino e preparação física no Muay Thai

As lutas vêm ganhando muitos praticantes nos últimos anos. Graças ao destaque que estas passaram a receber da mídia em geral, modalidades como o Muay Thai passaram a ser muito mais procuradas. Com isso, a preparação física para estas, mesmo que em título de recreação, ganhou bastante procura. No geral, a preparação física no Muay Thai é bastante complexa, por ser um esporte altamente dinâmico e onde a força, potência e resistência, são fatores fundamentais, tão importantes quanto a técnica.

Assim sendo, é muito importante que alguns aspectos sejam trabalhados de maneira correta na preparação física no Muay Thai para que possamos ter resultados mais adequados e principalmente, para que o praticante tenha uma vida útil mais longa, sem a presença constante de lesões.

Veja os princípios da preparação física no Muay Thai que precisam sempre serem levados em conta!

Preparação física no Muay Thai, princípios básicos

De maneira geral, o primeiro passo para qualquer preparação física é avaliar quais as solicitações de cada esporte. No caso do Muay Thai, temos um esporte de muita força e potência, que tem uma duração de 5 rouds, de 3 minutos cada um. Desta forma, temos uma solicitação puramente anaeróbica, onde teremos uma base de trabalho. Então não há a necessidade de um trabalho aeróbico? Em suma não, mas os treinos intervalados de alta intensidade, por exemplo, serão eficientes para a melhora desta condição também.

Veja agora os princípios básicos da preparação física no Muay Thai!

1. Desenvolvimento gradual:
Este é o ponto básico de qualquer preparação física. Mas aqui quero mostrar muito mais do que apenas a questão da progressão das cargas. A seleção das capacidades físicas a serem trabalhadas é um ponto muito importante também. Por exemplo, o Muay Thai se destaca por sua utilização constante de potência. Mas jamais iremos ter um trabalho totalmente focado na potência já no início da periodização. Antes disso, temos de trabalhar com fortalecimento muscular, resistência de força e muscular, força pura, para daí então, termos um trabalho com maior foco em potência.

Somente em caso de uma periodização ondulatória é que teremos um método diferente. É lógico, que isso será trabalhado no contexto do Muay Thai, para que não tenhamos perda de desempenho. Além disso, toda a questão do volume e intensidade do treino precisam estar adaptadas a isso.

2. Movimentos funcionais:
Dentro da preparação física, cada vez mais temos um aumento da utilização funcional da preparação física. O que seria isso na prática? Usar movimentos que tenham uma boa possibilidade de transferência de força e energia, que auxiliem na melhora da técnica e que no contexto do esporte, trabalhe dentro de sua solicitação específica. Por exemplo, na preparação física no Muay Thai, ao invés de usarmos a cadeira extensora para desenvolvimento da força na extensão de joelho, iremos dar prioridade ao agachamento, que integra mais músculos e está melhor inserido no contexto do esporte, já que ele proporciona uma transferência de força para a realidade do Muay Thai.

O mesmo vale para treinos de membros superiores, onde os movimentos compostos, com a participação de mais de uma articulação, são mais eficientes, por envolverem mais unidades motoras. É importante salientar que em dadas situações de fortalecimento muscular ou de recuperação, isto pode mudar completamente.

3. Integração das solicitações motoras e físicas:
De uma maneira geral, a preparação física precisa estar integrada ao treinamento em geral. Neste sentido, salvo alguns casos, integramos diversas situações, como por exemplo o trabalho de força com resistência, de potência com força e assim por diante. Isso porque durante as solicitações da luta, não haverá uma separação entre estas solicitações e na preparação física, isso precisa ser levado em conta.

Além disso, hoje com a integração da funcionalidade e da preparação física, muitas vezes usamos treinos compostos por diversos movimentos e diferentes solicitações físicas. Isso faz com que a integração com a realidade de luta seja muito mais facilitada.

Como integrar a preparação física no Muay Thai com os treinos técnicos?

Esta talvez seja uma das questões mais importantes da preparação física no Muay Thai. De maneira geral, temos de procurar uma integração onde possa ocorrer a supercompensação e a o desenvolvimento físico e técnico. Aqui a integração entre estes dois tipos de treino é fundamental. Por exemplo, se você treina 3 dias por semana o Muay Thai, tem pelo menos mais 2 ou 3 para a preparação física.

Porém, se você fizer isso, tem que saber que poderá haver a interferência de um treino em outro, dependendo de seu nível de desenvolvimento.  

Além disso, sua rotina também precisa ser levada em conta. Se você trabalha muito e tem dificuldades em manter uma rotina de treino, precisa ter a clareza que não adianta tentar treinar todos os dias. Sua periodização será quebrada se você não manter a rotina de treinos.

Leia também: Preparação física para lutadores, aspectos práticos

Neste sentido, esta integração entre os treinos técnicos e físicos, é muito importante levar em conta qual é seu objetivo com o Muay Thai, como ele se adequa a sua rotina. Por isso, é muito importante que esta integração seja individual, de acordo com as suas necessidades.

Perceba que a preparação física no Muay Thai é bastante complexa e que não existem regras prontas. O mais importante é a integração dela com os treinos de Muay Thai, seguindo uma periodização e principalmente, levando em conta as especificidades do esporte. Sem isso, não é possível ter um treino de alta qualidade! Bons treinos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!