Retenção de liquido: Como acabar com o inchaço

Um guia completo que vai ajudar a amenizar e prevenir vários tipos de inchaços como dos pés, pernas e até abdominais. Com dicas de alimentação, exercícios e massagens.

Como acabar com o inchaço provocado pela retenção de líquidos? Realmente não é uma tarefa das mais fáceis. Mas não se preocupe, estamos aqui para ajudar você a resolver esse problema. De uma maneira bem simples, este texto informará os motivos dos inchaços nas pernas e barriga, assim como os quais a TPM, pílula e até mesmo sapatos de salto alto contribuem para que isso aconteça e ajudaremos você a encontrar as melhores soluções, claro!

Ao final você ainda ficará conhecendo quais são os melhores alimentos para acabar com o inchaço. Mas antes de tudo, procuraremos esclarecer como mais precisamente acontece a retenção excessiva de líquidos. Vamos lá!

Retenção de líquido nos membros inferiores (coxas, pernas e pés)

GettyImages

Quem fica muito tempo sentado ou em pé, geralmente precisa travar uma verdadeira briga conta a força da gravidade. Pois é, mas vamos explicar melhor esse conceito de briga contra a gravidade: Acontece que o corpo humano se utiliza da circulação sanguínea para carregar os líquidos corporais através da linfa, que irá manter corretamente o funcionamento de todas as células.

O sistema linfático representa uma via acessória por meio da qual o líquido pode fluir dos espaços intersticiais para o sangue (GUYTON; HALL, 2006). E a linfa é derivada exatamente desse líquido intersticial trocado entre as células, por isso mesmo ela é vital e conta com o auxílio da chamada bomba linfática para auxiliar na dinâmica do seu fluxo. Trata-se de um bombeamento causado pela compressão externa dos vasos.

Agora imagine bombear durante horas e horas contra a gravidade. Difícil, não é mesmo? Por isso dizemos que é uma briga constante pelo bem do corpo.

A retenção de líquido nos membros inferiores é extremamente nociva, especialmente para quem procura sempre manter a boa forma, pois danifica o controle e distribuição de proteínas, carboidratos, vitaminas, minerais, etc. proporcionalmente pelo corpo humano.

Algumas soluções: para quem fica muito tempo sentado, o ideal é, ao menos a cada meia hora, esticar um pouco as pernas ou colocar o pé em cima da coxa da outra perna e fazer breves massagem da ponta do pé ao final da coxa apoiados, algo que não ocupará nem dez minutos do seu dia e deixará você um pouco mais confortável. Já quem fica em pé e praticamente não tem tempo de sentar, é bom eventualmente fazer alguns leves exercícios, tal como enrijecer os músculos e soltar algumas vezes e, sempre que puder, dar breves caminhadas. Em ambos os casos, sempre é bom, ao chegar em casa, deitar-se na cama ou no sofá e elevar um pouco as pernas nos momentos de descanso.

Inchaço abdominal – Dicas de como diminuir

GettyImages

A retenção de líquido no abdômen, também conhecida como “barriga inchada”, perturba mais as mulheres, especialmente quando chega esta época do ano. Além do problema estético, existe o desconforto frequente.

Massagens linfáticas costumam resolver parte desse problema, mas não totalmente. Alias, a melhor solução ainda é segurar uma dieta bastante equilibrada. Quanto aos alimentos a serem ingeridos em uma dieta contra a retenção de líquidos, veremos mais adiante neste artigo. Por enquanto precisamos entender como a “barriga inchada” aparece.

Bem, algumas causas são, disfunção linfática, pouca ingestão de líquidos, falta de fibra, má mastigação dos alimentos, dificuldade no bom funcionamento do fígado, entre outras mais. Mastigar mal os alimentos, por exemplo, já começa a dificultar a digestão assim que a comida cai no estômago, mais gases são gerados, precisa de mais líquido, mais suco gástrico, tudo sendo produzido e, em consequência disso, mais o corpo precisa reter líquidos.

Outro problema é a ingestão frequente de álcool e consumo de alimentos enlatados ou outros tipos de conserva. Alias, principalmente os alimentos em conserva por causa do excesso de sódio e gordura encontrado neles.

E lembre-se do que acabamos de falar sobre o inchaço nas pernas e nos pés. A circulação deve ser favorecida. Caso você não tenha o hábito de fazer exercícios físicos, comece. Caso já pratique e assim mesmo o inchaço no abdômen lhe atormente, quem sabe seja necessário reaver a alimentação.

Sapato de salto alto, TPM e pílula

GettyImages

Embora a retenção de líquidos e o inchaço também atinja os homens, são as mulheres que mais sofrem com isso. E esse trio: sapato de salto alto, TPM e pílula anticoncepcional são grandes responsáveis por boa parte do problema. Então vamos ver um por um:

Sapato de salto alto: Para começar, o bico mais fino da maioria dos sapatos de salto alto aperta os dedos e dificulta a livre circulação sanguínea logo na ponta. Depois, a pessoa que usa salto alto acaba exercendo maior força na compressão dos vasos sanguíneos localizados nas panturrilhas, atrapalhando assim a circulação porque o fluxo acaba encontrando logo partes mais relaxadas e a pressão sofrerá um desajuste. Porém, é claro que muitas mulheres na verdade necessitam obrigatoriamente usarem salto alto, principalmente por causa do trabalho. Então, como evitar? O ideal é ter outro par de sapatos mais confortável ou tênis para utilizar nos intervalos de folga. Ah, também não se deve esquecer dos exercícios e alongamentos ao final do dia. Massagens são bem-vindas.

TPM: A tensão pré-menstrual é desencadeada por causa da elevação da progesterona no organismo. Esse hormônio age imediatamente provocando retenção de líquido em diferentes partes do corpo. Tanto é que o inchaço e desconforto acabam aparecendo diretamente nos seios e na barriga. E há duas maneiras de se livrar ou amenizar esse incômodo persistente. A primeira é a natural e bastante óbvia, ou seja, quando vem de vez a menstruação, porque aí o acúmulo de líquido diminui ao mesmo tempo em que as toxinas são eliminadas do organismo. Já a outra maneira nos remete a uma boa educação alimentar, porém tem resultado bem mais agradável. É só passar a ingerir mais alimentos ricos em vitaminas, ácidos graxos essenciais e ácido gama-linolêico, tais como castanhas, sementes, óleos vegetais, prímula, etc. Mas não esqueça que terá que ser hábito, pois não funciona se você resolver realizar tal dieta apenas quando a TPM chegar.

Pílula anticoncepcional: Como acabamos de ver, os hormônios são agentes “especialistas” em causar inchaços no corpo. No caso das pílulas anticoncepcionais, o posto de vilão fica com o estrogênio. Entretanto, as pílulas mais modernas tiveram a quantidade desse hormônio drasticamente diminuídas em suas fórmulas. Por isso, quem toma anticoncepcionais formulados mais recentemente não tendem a sofrer com a retenção de líquido causada pelo excesso de estrogênio. Por isso, neste caso, é importante consultar um ginecologista. Se o seu inchaço é por causa da pílula, o médico deverá receitar uma com menos hormônios, do contrário, fará uma investigação para descobrir os reais motivos.

Efeito colateral do verão

Finalmente a época de usar roupas curtas chega, mas o inchaço causado pela retenção de líquido no corpo também chega junto. Um verdadeiro transtorno, contudo, infelizmente é uma espécie de “efeito colateral” da estação. Na verdade, é o calor em si que gera esse problema. Por causa dele, os vasos sanguíneos se dilatam e toda a distribuição de líquidos pelas células fica afetada. Então, se não puder ficar a maior parte do tempo em lugares devidamente climatizados, os exercícios físicos que otimizam a circulação e a elevação das pernas por alguns minutos enquanto relaxa deitada em casa serão ótimas soluções disponíveis para lidar com esse empecilho da estação mais quente do ano.

Alimentos que ajudam a reduzir o inchaço causado pela retenção de líquido

GettyImages

Agora que já entendemos os motivos e descobrimos algumas soluções para acabar com boa parte dos problemas referentes ao edema, podemos passar para a lista de alimentos que ajudam na diminuição desse inchaço. Depois disso, você só precisará incluí-los na dieta, com criatividade própria ou com a ajuda de um profissional da área de nutrição. Então vamos lá!

Carnes brancas e óleos vegetais: Quando se fala em carne branca aqui, a atenção maior fica voltada ao peixe, especialmente o atum, por conter ômega 3, além de ser rico em outros ácidos graxos essenciais (gordura boa), inclusive vitaminas e proteínas. E o mesmo vale para os óleos de linhaça, girassol, trigo, soja, etc. Estudos já comprovaram uma eficiência desses ácidos graxos na diminuição do acúmulo de líquido em certas partes do corpo.

Frutas, legumes, verduras, grãos e sementes: Eles são as melhores fontes naturais de antioxidantes, fibras, vitaminas e sais minerais. Logo, para uma boa eficácia no funcionamento de todo o sistema fisiológico, nada melhor do que tê-los como aliados.

Diuréticos naturais: Alguns diuréticos naturais são o chá mate e o café. Sendo o café ainda mais prático de ser consumido. Deve-se ficar atenta para o consumo moderado e pronto, o café será um ótimo aliado contra a retenção de líquidos e o inchaço. Mas se ingerido muitas vezes ao dia poderá dar efeitos adversos e um deles poderá ser exatamente o que se pretende combater. Principalmente se você utilizar açúcar ao invés de adoçante. Um café pela manhã e outro pela tarde ou após o almoço já está bom.

Tempero de ervas: Temperar as comidas com ervas naturais ajuda muito no controle da retenção de líquidos. Afinal de contas, além das propriedades medicinais das ervas, elas diminuem a necessidade de outros temperos como o sal, enriquecido com sódio, que é um dos elementos atrelados ao inchaço corporal.

Referência:
GUYTON, Arthur C.; HALL, John E. Tratado de fisiologia médica. 200

Um comentário

  1. Muito bom os artigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 + = 9

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top