Página Inicial » Treinos » Remo seco, como, quando e de que forma usar em seu treino!

Remo seco, como, quando e de que forma usar em seu treino!

O remo seco é uma possibilidade interessante para seu treino, desde que aplicado da forma correta. Conheça todos os seus benefícios, se ele ajuda emagrecer e hipertrofiar, além de sua execução correta.

Remo Seco

Não adianta, grande parte dos métodos de treinamento acabam sendo oriundas da preparação de atletas. Seja no fisiculturismo, seja nos esportes em geral, eles nos trazem uma infinidade de possibilidades, para os mais variados objetivos. No caso do remo seco, tivemos a inspiração de um esporte aquático, de grande solicitação física, que foi adaptado a realidade de diversas academias.

O remo seco é uma possibilidade de trabalho de origem aeróbica, mas que tem um componente de força e de resistência geral. Mas será que ele é efetivo para a maioria dos objetivos?

Antes de falarmos mais sobre isso, é importante entender a forma como o remo seco deve ser executado!

Execução correta do exercício de remo seco!

A base da execução do remo seco é a remada tradicional do esporte. Usa-se o corpo quase que inteiro no movimento. Isso porque temos uma flexão e extensão de joelhos e quadril, uma estabilização de todo o core, extensão e flexão de cotovelo e ombros. Desta maneira, muitos músculos são solicitados fortemente.

Para verificar como deve ser a execução correta deste movimento, veja este vídeo:

Perceba que é um movimento amplo, que envolve muitos músculos. O ideal é manter sempre a curvatura da coluna preservada, já que há um movimento de flexão-extensão de quadril e isso pode causar um aumento da intensidade da compressão discal.

Da mesma maneira, os cotovelos devem estar próximos a lateral do corpo, para que haja sincronia entre os músculos dorsais e deltoides.

Além disso, é fundamental manter a sincronia nos movimentos, tentando executar cada um deles no momento adequado.

Ao contrário do que muitos pensam, não é um movimento tão fácil. Na grande maioria dos casos, usamos movimentos educativos para melhorar a qualidade da execução. Por exemplo, começamos apenas com o movimento de braços, depois com o de quadris, depois com o de joelhos. Isso fará com que haja uma melhora na coordenação motora e na qualidade geral do movimento.

Quais os músculos solicitados no remo seco?

São muitos! Como o remo seco é um movimento multiarticular, há muitos músculos envolvidos!

Começando pelos membros inferiores, como temos flexão e extensão de joelhos, temos solicitação dos quadríceps. Da mesma forma, como há flexão e extensão do quadril, glúteos e isquiotibiais também atuam na execução do remo seco.

Nos músculos do tronco, temos uma solicitação de estabilização por parte dos músculos abdominais, mais fortemente do reto abdominal e dos oblíquos.

Na lombar, graças ao movimento de extensão do quadril, temos a solicitação do quadrado lombar.

Nos membros superiores, os músculos mais solicitados são o grande dorsal (latíssimo do dorso) e o bíceps braquial. Existe a solicitação e outros músculos menores também, da região dorsal e do braço e antebraço.

O remo seco emagrece?

Então, o que emagrece é dieta e treino específico. Se o remo seco for usado da forma correta, dentro de um treino de emagrecimento, é lógico que ele se tornará muito efetivo para emagrecer. Ele envolve algumas variáveis interessantes para o treino de emagrecimento, como a possibilidade de trabalho multiarticular, o que envolve muitos músculos, resistências variadas e um trabalho misto em termos aeróbicos e anaeróbicos. Desta forma, se usado da forma correta, com certeza o remo seco traz excelentes resultados para o emagrecimento!

Aqui, cabem questões ligadas a periodização. Dependendo do momento em que estamos usando o remo seco, ele será mais ou menos efetivo. Justamente por ser um movimento mais complexo, que envolve vários músculos, ele demanda mais coordenação motora.

Uma pessoa sedentária, sem prática motora constante, pode não ter os efeitos desejados no movimento. Por isso, quando pensarmos na utilização do remo seco, temos que levar em conta os preceitos da consciência corporal (Consciência corporal e o sucesso em seu treino).

No contexto geral, o remo seco é sim efetivo para o emagrecimento, desde que, aplicado no momento certo e com as cargas adequadas.

É possível fazer HIIT com o remo seco?

Sim e com excelentes resultados. Pelo fato de ser um movimento com resistência, mas com característica aeróbica predominante, o remo seco pode ser muito interessante para ser usado com o HIIT. Ele traz tudo o que precisamos: um movimento cíclico, alternância de resistência ou velocidade de fácil controle e um movimento amplo e com muitos músculos envolvidos.

É possível, na maior parte dos equipamentos, usar diferentes níveis de resistência. Desta maneira, podemos usar disso no HIIT com grande eficiência. Além disso, a velocidade é outra variável muito interessante, que pode ser usada no aumento da intensidade.

Enfim, o remo seco é muito efetivo para ser usado no HIIT, desde que, ele respeite elementos já citados acima e seja usado dentro de uma periodização!

Leia também => Treino HIIT – Um dos mais eficientes métodos de queima de gordura

Como usar o remo seco em meu treino?

Vários fatores precisam ser levados em conta neste momento. Primeiramente, qual o seu objetivo? Como é seu treino?

Imagine, por exemplo, que você esteja treinando para a hipertrofia. Se a intensidade, volume e cargas estiverem adequadas, o remo seco pode ser usado em momentos específicos, para a melhora do Vo2 máximo.

Porém, é importante que ele seja usado de uma forma, que não cause uma solicitação muscular anaeróbica intensa, pois isso pode prejudicar fortemente os resultados, devido à falta de descanso adequada dos músculos. Neste caso, uma das saídas mais interessantes, é usar o remo seco com menos resistência e menos velocidade, apenas como forma de trabalho aeróbico contínuo.

Em um treino visando o emagrecimento, ele pode ser usado de diferentes formas. Talvez esta seja, uma das aplicações mais comuns do remo seco. Ele pode ser usado, como HIIT ou de forma contínua, para melhorar os níveis de gasto calórico e do condicionamento aeróbico.

Desta maneira, nesta aplicação, o remo seco é uma possibilidade muito interessante e pode ser usado de diferentes formas. Associado a musculação, que seria o quadro ideal, ele pode ser usado ao final do treino ou como aquecimento. No final do treino, ele ajudará a aumentar o gasto calórico total do treinamento.

Como forma de melhorar o condicionamento físico, o remo seco é muito interessante também. Como ele atua com um movimento amplo, ele traz uma melhora do condicionamento aeróbico considerável. Além disso, ele ainda pode ser usado para a melhora da resistência específica, na preparação básica de determinados esportes.

O remo seco é um exercício bastante interessante para diversos objetivos. Porém, ele precisa ser usado da forma correta, dentro de uma periodização e principalmente, com os objetivos certos. Como qualquer exercício, o remo seco tem vantagens e desvantagens. Cabe ao seu treinador, encontrar formas de potencializar seus resultados! Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!