Página Inicial » Suplementos » Proteína da carne em pó – Seus benefícios e diferenças para Whey Protein

Proteína da carne em pó – Seus benefícios e diferenças para Whey Protein

Os suplementos de carne bovina tem se tornado uma ótima alternativa para pessoas que apresentam dificuldades e intolerâncias aos outros suplementos proteicos.

Suplemento em pó proteína de carne bovina

Por se resumir uma das ideais fontes proteicas disponíveis, junto aos peixes, frango e ovos, a carne vermelha se caracteriza sempre relacionada com ganho da massa muscular. Ingerir proteínas de qualidade é fundamental para composição dos músculos.

As refeições, sem exceção, devem possuir como ponto principal o consumo das proteínas. São as mesmas que repararão tecido muscular em dano no treino e formar novos tecidos. Muitos ainda pensam que a carne vermelha se resume sinônimo de complicações ao funcionamento do corpo.

Porém, a coloração da carne não se associa de modo necessário com próprio teor das gorduras. A denominação “carne vermelha” tem base em concentração da mioglobina de carne. Esta se caracteriza proteína que faz transporte do oxigênio aos músculos, com responsabilidade por coloração vermelha da carne.

De exemplo, o gado adulto tem em torno de 2% da mioglobina, e o frango adulto tem somente 0,2%. A carne de avestruz se caracteriza vermelha. Porém, tem menos gordura em comparação com a carne de frango.

Características da Proteína da Carne em Pó

Há em torno de 4 anos, surgiu pelo mercado de suplementação uma nova alternativa da proteína em pó, com proveniência de carne bovina. A proteína de carne em pó apresenta absorção veloz, e se resume isenta das gorduras.

Um detalhe importante, já que a gordura da carne, na própria maioria, se categoriza saturada, que pode ser negativa para saúde, se ingerida excessivamente.

Assim, a proteína da carne em pó se resume mais uma alternativa em situações em que é desejada proteína de modo rápido biodisponível, sendo exemplo, de forma imediata anteriormente e, ou depois da sessão de treinamento de intensidade. O produto ainda pode acompanhar pratos doces e salgados, com vitaminas ou sopas.

E se resumir grande opção para as pessoas que possuem dificuldade de mastigação e, ou engolir carne nos pedaços, sendo exemplo paciente com Parkinson, Alzheimer, indivíduos submetidos à cirurgia da redução do estômago, ou procedimentos dentários de complexidade.

Comparação entre Whey Protein e Proteína da Carne em Pó

A proteína da carne se caracteriza mais uma opção com possibilidade de ser usada em elaborar programa nutricional, porém não esperar verdade absoluta, como afirmar que whey protein se caracteriza melhor que albumina, que é inferior à proteína da carne em pó, que por sua vez é superior à proteína isolada da soja.

1º Tudo vai depender da proposta de nutrição, do foco do paciente e em especial, das características particulares. O indivíduo que possui alergia a whey protein e, ou intolerância a lactose, proteína do ovo ou soja, pode encontrar benefícios no consumo de suplementos de carne em pó.

2° A enorme vantagem de whey protein é possuir níveis maiores da leucina, em comparação com proteína da carne. Entende-se da relevância deste aminoácido em questão da síntese protéica. Mas, whey protein possui inferiores taxas da arginina, glicina e alanina, os aminoácidos de modo direto associados com síntese da creatina.

3° Além de que a proteína da carne se resume de modo natural rica na creatina, substância de modo amplo, estudada e com confirmação em relação aos próprios efeitos em ajudar a melhorar desempenho, e de forma conseqüente, em ganho da massa muscular.

4° Assim, na situação do uso da proteína da carne anteriormente e, ou após treino, para uma pessoa engajada no programa de intensidade do treinamento, a sugestão é introduzir aminoácidos da cadeia ramificada, BCAAS, anteriormente, durante, e ou depois do exercício para complementação das taxas da leucina.

Frisando que leucina age melhor na situação de acompanhada dos outros aminoácidos da cadeia ramificada, valina e isoleucina. Assim, em especial se for usada intra-treino, não há recomendação de suplementação isolada com leucina.

Essa teria validade superior na complementação do shake proteico ou refeição que já apresenta os outros aminoácidos da cadeia ramificada. Da mesma maneira, no caso de selecionar ingerir whey protein, o acréscimo da creatina em suplementação pode ter utilidade.

O mercado da suplementação dispõe de várias opções para elaborar correto programa nutricional. É possível apontar como pós proteicos, sem contar whey protein e proteína da carne, as de modo igual de interesse, albumina, proteína isolada do arroz, proteína isolada da soja, proteína isolada da ervilha, e mais.

Da mesma maneira que o treinador possui grande variedade dos exercícios, e necessita selecionar alguns dos mesmos para montar o treinamento do próprio aluno, o nutricionista deve dominar selecionar a suplementação correta a cada paciente, segundo seu foco, particularidades, necessidades. Sempre buscar orientação do profissional.

Suplementos de Proteína Isolada da Carne em Pó

O consumo alto das proteínas é benéfico aos praticantes dos esportes de alta intensidade, assim o mercado dos suplementos procurou inovação e oferecer aos consumidores uma nova alternativa de suplemento, a proteína isolada da carne em pó.

A proteína isolada da carne se caracteriza item com fabricação de idêntica maneira que whey protein, ou caseína, que têm derivação do leite, a indústria faz seleção da matéria prima, vai isolar a proteína do produto e faz retirada da água para que se transforme em pó.

Conheça um dos primeiros suplementos de carne bovina e certamente o mais conhecido do mercado, o Carnivor da MuscleMeds, e tire todas as dúvidas sobre  ele, seus benefícios, efeitos e relatos de quem já tomou falando se é bom mesmo. 

A proteína isolada da carne ainda possui digestão e absorção veloz pelo corpo e intestino, fornecendo aminoácidos velozmente ao sangue e músculos. O que difere é que determinados estudos têm apontado que a proteína da carne se resume mais anabólica e de maior concentração.

Inclusive próprios teores de BCAA’s se caracterizam maiores, a mesma tem de modo natural mais creatina e se apresenta rica no ferro, com 2,1 mg para cada 40 g do produto.

Ótimo para indivíduos que não ingerem carne vermelha, indivíduos com anemia e, ou desnutrição, dificuldades para hipertrofia, baixo peso, e vegetarianos.

Suplementos de proteína da carne mesmo sendo isolado, apresenta pequena quantidade dos carboidratos para secreção aumentada da insulina e melhorar absorção do produto, contribuindo para anabolismo, o ganho muscular. O suplemento se caracteriza ainda rico nos minerais e vitaminas.

E é 0% lactose, 0% gordura, e 0% açúcar, 0% colesterol, baixo sódio, portanto, o indivíduo terá todos os benefícios de carne vermelha isento de substâncias que prejudicam a saúde.

A proteína isolada da carne se resume de maior concentração comparando com a própria carne bovina e whey protein. Determinados estudos indicam que a proteína isolada da carne se caracteriza 350% mais concentrada nos aminoácidos anabólicos em comparação com bife da picanha.

A proteína teve formulação para apóio da reciclagem dos aminoácidos em retorno às trajetórias de construção muscular, para reter nitrogênio, o que aumenta a composição de novas proteínas e tecidos de músculos, e promover desenvolvimento de massa magra e performance.

Um dos benefícios de consumir carne se caracteriza o próprio teor de modo natural elevado da creatina, já que se resume fonte natural da mesma e tal suplemento alimentar possui mais creatina em comparação com carne bovina.

Existem ainda altas doses de BCAA para aumento de efeitos anabólicos e anti-catabólicos, para conferir ainda mais ação da construção de músculos, recuperar e força. A elevação das taxas de BCAA gera equilíbrio positivo do nitrogênio, aumento da síntese proteica, otimiza performance de treinos e minimiza fadiga dos músculos.  

Consumo de Suplementos

O os suplementos de carne bovina em pó pode ter ingestão em qualquer horário do dia, no entanto, a recomendação é que seja utilizada em especial, depois do treino, já que desta maneira, a absorção de proteínas, BCAA’s e creatina será potencializada, enfim, tudo que é ingerido depois do treino tem velozmente aproveitamento pelo organismo.

É importante salientar sempre consumir alguma fonte do carboidrato de índice glicêmico alto, juntamente ao suplemento, já que desta maneira, o carboidrato atuará em repor glicogênio, e a proteína da carne atuará em recuperar músculos e taxas da creatina.

E na situação de desejar ingerir o produto em demais horários, o mesmo ainda pode ser utilizado ao despertar e pré-treino. Para mais momentos do dia, dar preferência para proteínas de absorção devagar.

Sobre Fernanda Mayumi

2 Comentários

  1. Muito bom o artigo, gostei mesmo, poste mais sobre a proteína da carne, pois hoje em dia está em ascensão!!

  2. Afinal, qual é a melhor?? Carne ou whey?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!