Página Inicial » Saúde » Progesterona: Veja a importância do exame e porque esse hormônio não pode estar em baixa nas mulheres

Progesterona: Veja a importância do exame e porque esse hormônio não pode estar em baixa nas mulheres

Saiba tudo sobre a progesterona. Porque esse hormônio é essencial para as funções do organismo feminino e a importância de realizar o exame para diagnosticar seus níveis.

progesterona exame gravidez baixa

Não são apenas os homens que estão em busca de um corpo cheio de músculos. As mulheres também entraram para o fisioculturismo e vivem participando de competições. E quando se trata de musculação, a ideia é a mesma. Até porque tanto homens quanto mulheres querem conquistar o corpo dos sonhos ganhando massa muscular.

Existem dois hormônios muito característico de cada sexo: a testosterona presente, principalmente no homem e a progesterona, na mulher. Mulheres e homens produzem os dois hormônios só que em taxas diferentes. Porém, a testosterona é a mais visada para aqueles que são praticantes assíduos de musculação já que ela é a responsável pelo crescimento e definição muscular que os homens conseguem mais rapidamente se comparado às mulheres.

Só que há um pequeno problema, a testosterona é para os homens o que a progesterona é para as mulheres. É este hormônio um dos responsáveis pela forma do corpo feminino, pelo acúmulo de gordura na região dos glúteos e pelo alargamento do quadril. Assim, onde há muita progesterona há pouca testosterona e isso é visto como um problema para quem quer ganhar massa muscular.

Por isso, muitas mulheres recorrem ao uso de anabolizantes ou outros medicamentos sintéticos que consigam aumentar a produção de testosterona em seu organismo. Só que uma coisa é certa: testosterona e progesterona são inversamente proporcionais. Quando um está com doses elevadas o outro está em baixa. E níveis baixos de progesterona pode trazer inúmeros problemas para a público feminino, especialmente para aquelas que queiram engravidar.

Leia também: Testosterona – Aumente sua produção natural e tenha excelentes ganhos de massa muscular

O que é a progesterona

Tanto o homem quanto a mulher produzem esse hormônio. Como foi dito, na mulher, ele é responsável pelas características físicas femininas. No homem, a principal função desse hormônio está relacionada com a síntese de espermatozoides, também conhecido como espermatogênese. Outra função importante da progesterona para a mulher é a formação do revestimento uterino, necessário para receber o óvulo fecundado e conseguir desenvolver o feto em maneiras adequadas. Quando não há óvulo fecundado, os níveis de progesterona caem e ocorre a menstruação. Durante a gestação a mulher também produz uma grande quantidade de progesterona por volta do final do terceiro mês de gravidez e perdura até o parto. Nesse período a mulher possui cerca de 10 vezes mais progesterona do que uma mulher que não está gestante.

Exame de Progesterona

Esse exame é feito para investigar os níveis de progesterona na mulher e se esses estão adequados para que ocorra uma gravidez. Ele pode ser feito antes ou durante a gestação e não há contraindicações. Ele é indicado, principalmente, para mulheres que queiram engravidar, para aquelas que já passaram por abortos espontâneos, sangramentos ou deram a luz a um natimorto. Além desses casos também pode ser indicado para:

  • monitorar uma gestação arriscada;
  • sangramento anormal em mulheres não-grávidas;
  • diagnóstico de aborto espontâneo ou gravidez ectópica;
  • verificar se a ovulação está normal.

Leia também: 16 Sinais e Sintomas de gravidez

Se preparando para realizar o exame

Antes de qualquer coisa é necessário saber que o uso de outros medicamentos pode interferir no resultado do teste. Assim, na hora da consulta com o seu médico leve todos os medicamentos em uso anotados para que ele possa fazer os ajustes necessários. Escolha um horário no qual você possa fazer um jejum de 3 horas sem que isso cause muitos transtornos antes do teste. O exame de progesterona costuma ser realizado entre o 20º e o 24º dia do ciclo da menstruação.

Como é realizado esse exame?

O exame é realizado por um profissional de saúde de um laboratório que te dará todas as instruções necessárias. Quem já fez algum tipo de exame no qual foi necessário retirar um pouco de sangue com o auxílio de uma agulha e uma seringa não tem com o que se preocupar. O exame de progesterona é realizado da mesma forma. O exame leva apenas alguns minutos para ser realizado. Após concluído, o ideal que a pessoa faça alguma refeição por conta do tempo de jejum.

Não há muitos riscos associados na hora de realizar o exame. Pode acontecer do local da punção ficar inchado, causando o que se chama de flebite. Mas não há nada que várias compressas por dia não resolva o problema. Pessoas que apresentam problemas de coagulação como pacientes hemofílicos devem avisar ao profissional de saúde a sua condição antes do início da coleta.

De quanto em quanto tempo devo fazer?

Não há um intervalo de tempo especificado. O seu médico indicará o exame a depender da situação. Por exemplo, se você estiver com alguma dificuldade para engravidar ou para levar a gestação adiante. Porém, mesmo as mulheres que já são diagnosticadas como inférteis ou aquelas que entraram na menopausa devem realizar o exame, ao menos, 1 vez por ano.

Resultados

Assim que você estiver com o exame em mãos informe ao seu médico e marque uma consulta. Os níveis da progesterona são medidos em nanogramas por litro. Os valores normais são os seguintes:

durante a menopausa: até 90 ng/dL

durante a fase lútea (última fase do ciclo menstrual): até 400 a 2000 ng/dL

durante a fase folicular (fase inicial do ciclo menstrual): até 105 ng/dL

Quando os números do exame se mostram diversos a esses pode estar acontecendo duas coisas: ou os níveis de progesterona estão elevados ou baixos. No primeiro caso pode indicar cistos ovarianos, uma elevação da produção do hormônio pelas glândulas suprarrenais, câncer na glândula adrenal ou hiperplasia adrenal congênita (HAC). Já no caso de níveis abaixo do normal podem indicar gravidez ectópica, redução da função ovariana, interrupção na menstruação ou aborto espontâneo.

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!