Página Inicial » Emagrecimento » Otimizando a queima de gordura, 10 estratégias para melhorar os resultados

Otimizando a queima de gordura, 10 estratégias para melhorar os resultados

Otimizar a queima de gordura é o objetivo de muitas pessoas. Para isso, precisamos de estratégias eficientes e que tragam resultados de verdade.

10 dicas estrategias perder gordura emagrecer

Treinar e fazer dieta, é a receita simples e efetiva para queimar gordura, não é? Sim, com certeza. Porém, existem abordagens que podem otimizar este processo, desde que sejam feitas no momento e no contexto correto. Algumas medidas, fazem com que este processo seja otimizado e os resultados apareçam mais rápido.

Isso não significa que qualquer pessoa, ao utilizar um destes métodos, terá um resultado altamente satisfatório. Tudo depende do contexto, da forma e da intensidade que eles são aplicados. Mas de forma geral, estas medidas podem ser de grande valia!

Mas antes de falar delas, temos que entender um pouco mais sobre o processo de lipólise!

Potencializando a lipólise e entendendo seu funcionamento!

Lipólise é o termo que utilizamos para denominar o processo onde o organismo, faz uso da gordura como principal fonte energética (nunca será a única, mas pode ser a principal). Os triglicerídeos, quando metabolizados, são quebrados em 1 molécula de glicerol e 3 de ácidos graxos.

O glicerol será liberado e transportado pelo sangue, até o fígado. Ali, ele pode ser utilizado na gliconeogênese ou ainda, ser usado como um intermediário da glicólise.

Uma vez desligado dos ácidos graxos, seja no tecido muscular ou adiposo, o glicerol irá para corrente sanguínea. Os ácidos graxos ligam-se à albumina (AGL) porque são lipossolúveis. Desta forma, eles não podem ser transportados livres no plasma, sendo transportados depois disso, para o músculo esquelético, onde são usados como fonte energética.

Se estes não forem usados como fonte energética, são novamente acumulados no tecido adiposo.

Resumindo isso tudo, a lipólise só irá acontecer se unirmos um contexto nutricional, aliado a prática de atividades físicas. Sem contrações musculares mais intensas, não há como ter um processo de lipólise mais acentuado.

Desta forma, existem algumas maneiras de potencializar a queima de gordura. Irei te mostrar 10 delas agora!

10 formas de potencializar a queima de gordura!

1. Faça musculação

Pode parecer clichê, mas a musculação é ótima para potencializar a queima de gordura. Além de desgastar as fontes energéticas durante o treino e elevar o metabolismo, ainda temos o aumento de massa magra.

Com mais massa magra, seu corpo gasta mais calorias para manter as atividades básicas. Ou seja, temos um aumento do metabolismo basal. Desta maneira, teremos uma potencialização da queima de gordura com a musculação. Porém, é importante que o treino seja direcionado para este objetivo, dentro de suas variáveis e métodos. Isso tudo, sempre levando em conta a periodização!

2. Se possível, utilize o jejum intermitente

Já falamos sobre o jejum intermitente neste artigo (Jejum intermitente, efetividade e segurança na utilização). Este é um método que ainda gera desconfiança das pessoas e que carece de estudos longitudinais. Porém, muitas vezes, quando usado da forma correta e no contexto certo, ele traz excelentes resultados.

O jejum intermitente causa um “desequilíbrio” em seu metabolismo, fazendo com que este entre em um trabalho mais intenso de regulação. Isso faz com que tenhamos um aumento considerável na utilização de gordura como fonte energética. Como sabemos, os lipídios são fontes poderosas de energia, porém, oriunda de um processo mais lento.

Por isso, o jejum intermitente ajuda a potencializar este processo de queima de gordura. Mas ele deve ser usado impreterivelmente, com o auxílio de um nutricionista!

3. Faça HIIT

O treino HIIT (Treino HIIT – Um dos mais eficientes métodos de queima de gordura) é um dos métodos mais usados para potencializar a queima de gordura. Quando usado da forma correta, ele potencializa o aumento da lipólise por mais tempo.

Além disso, conforme ele é utilizado, temos um aumento do Vo2 máximo. Como sabemos, quanto melhor o Vo2 máximo, melhor será o processo de queima de gordura.

Desta forma, seja em curto ou longo prazo, o HIIT é uma estratégia altamente eficiente para quem quer eliminar mais gordura e conseguir melhores resultados. Ele só precisa ser aplicado da forma correta, seguindo os protocolos mais adequados para cada situação e principalmente, estar inserido em uma periodização adequada.

4.Alterne as quantidades de nutrientes que você ingere

Nosso corpo tende a respeitar alguns padrões. Desta forma, um método que pode ser usado, sempre com acompanhamento de um nutricionista, é a alternância das quantidades nutricionais. Como isso funciona? Em determinado dia, temos uma ingestão proteica mais elevada. No dia seguinte, temos uma ingestão de carboidratos maior. Com isso, alternamos as quantidades destes nutrientes e fazemos com que sua absorção e utilização seja melhorada.

Este é um método que deve ser usado sempre com acompanhamento. Fazer isso, por conta própria é perigoso e dificilmente, trará bons resultados. Isso porque temos certas necessidades nutricionais individuais, que precisam sempre ser atendidas.

5. Combine o HIIT com a musculação

Quando queremos potencializar a queima de gordura, a combinação de musculação, seguida pelo HIIT, pode ser fantástica. Isso porque, os dois métodos se utilizam de glicogênio como fonte energética primária. Com a depletação desta fonte, quase que por completo, temos um potencial maior para a utilização de lipídios como fonte energética na recuperação.

Logico que para isso, precisamos de um contexto adequado e uma regulação bem feita na intensidade. Simplesmente utilizar de qualquer forma, não trará resultados de verdade e ainda pode prejudicar sua saúde.

6. Fique um tempo sem ingerir carboidratos ao final do treino

Não importa se você fez um HIIT, musculação ou combinou ambos. A fonte energética principal, foi a glicose. Desta forma, graças ao efeito compensatório (Efeito compensatório, entenda o que é e como ele influencia seus resultados), temos um aumento na utilização dos lipídios como fonte energética.

De forma didática, funciona assim. Você utilizou grande parte de suas reservas de glicogênio. Ao final do treino, para recuperar as estruturas, o corpo precisa de energia, certo? Como o glicogênio foi muito usado, como forma de manutenção e defesa, o organismo usa mais fontes energéticas. A principal delas, a lipólise.

Desta maneira, ao final de seu treino é importante que você ingira uma fonte de proteína apenas (em alguns casos, uma gordura também). Apenas depois de 1 hora, aproximadamente, você deve ingerir carboidratos novamente. E mesmo depois deste tempo, ingira apenas carboidratos complexos!

7. Prefira sempre exercícios mais amplos

Para potencializar a queima de gordura, é importante que você use movimentos amplos, que movimentem grandes percentuais de massa muscular. Prefira os movimentos que envolvem vários grupamentos, como os multiarticulares.

Além disso, existem treinos que envolvem movimentos com membros inferiores e superiores juntos. Isso aumenta o gasto calórico total e potencializa o processo de queima de gordura.

Seja na musculação ou no HIIT, sempre prefira movimentos amplos e com mais músculos envolvidos!

Leia também: Suplementos para emagrecer, conheça os 10 melhores para queimar gordura

8. Treine mais vezes na semana

Treinar apenas 3 vezes na semana pode não ser o mais efetivo para estes casos. Para potencializar a queima de gordura, é interessante usar de 4 a 6 treinos por semana, com controle de carga e de intensidade.

Isso fará com que seu corpo esteja com processos adaptativos acontecendo durante muito mais tempo.

9. Use a dieta low carb de forma inteligente

A dieta low carb não é apenas aquela onde restringimos de forma intensa, a ingestão de carboidratos. Como já citei acima, a alternância na quantidade de determinados nutrientes, pode ser usada para aumentar os processos de lipólise.

Já vi excelentes resultados com pessoas que faziam a low carb durante 3 ou 4 dias na semana. Ou então, que faziam isso em determinadas refeições apenas. Estas alternâncias, podem trazer excelentes resultados para sua dieta e treino!

Isso, sempre com a ajuda de um bom nutricionista.

Leia também: 10 Exercícios para emagrecer que você pode fazer em casa

10. Ingira nutrientes de alta qualidade

Um erro muito comum de quem está querendo potencializar a queima de gordura, é se preocupar apenas com a quantidade de calorias que ingere. Preocupe-se mais com a qualidade dos nutrientes, do que com as calorias. Nosso corpo precisa ser nutrido de forma completa, para que mantenha a qualidade em todos os processos. Não importa se você está ou não querendo emagrecer, isso é fundamental!

Alimentos nutritivos podem, muitas vezes, serem mais calóricos. Porém, nos processos metabólicos, eles são mais eficientes e melhoram seu metabolismo como um todo. Isso fará com que a queima de gordura seja muito mais potencializada e você tenha melhores resultados.

Estas são algumas dicas para potencializar a queima de gordura. É fundamental que você faça isso sempre acompanhado de um bom profissional, para que ele possa verificar suas individualidades e a forma como seu corpo reage. Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Professor de educação física formado pela Uniasselvi Fameblu, pós graduando em fisiologia do exercício e em Personal Trainer. Atua como treinador pessoal e com consultoria online para treinamento. Também é redator na área da saúde, treinamento físico e qualidade de vida.

2 Comentários

  1. O professor, tenho 27 anos e estou com sobrepeso. Estou tentando emagrecer, mas é muito mais difícil do que quando tinha 19 anos, mas o mais intrigante é que toda vez que eu treino eu tenho a impressão de que tudo que eu como depois eu engordo.
    Entrei na academia (eu fazia principalmente esteira). Diminui um pouco na alimentação por um mês. Mas ao invés de emagrecer, eu engordei.

    Gostaria que pudesse me responder, pois estou ficando desmotivada.

  2. Olá Vivian!

    O que pode estar ocorrendo é que você está aumentando sua massa muscular. Como a massa muscular é mais densa que a gordura, seu peso aumenta. Por isso, sempre devemos nos preocupar com a composição corporal e não com o peso.

    Mantenha-se sempre motivada, seu corpo precisa disso!

    Abraços e bons treinos!

    Sandro Lenzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GSuplementos

GSuplementos

Curta-nos no Facebook!