Página Inicial » Dietas e Nutrição » Os prós e contras da dieta da proteína

Os prós e contras da dieta da proteína

Uma avaliação detalhada sobre a dieta da proteína, incluindo suas indicações no ganho de massa muscular ou emagrecimento, restrições e cuidados com o excesso.

A cada dia surgem novas dietas e você acaba sem saber qual a melhor e mais eficiente. Então, vamos falar da dieta da proteína, que se tornou uma das principais dietas para aqueles que desejam perder peso, acelerar o metabolismo e ganhar massa muscular.

Vamos falar como funciona a dieta da proteína, para quem é indicado e, principalmente, os prós e contras de iniciar uma dieta restritiva. Como toda dieta, essa também tem seus benefícios e riscos.

Os prós e contras da dieta da proteínaComo funciona a dieta da proteína?

A dieta da proteína, desenvolvida pelo médico Robert Atkins, tem como principal fonte os alimentos ricos em proteína, incluindo as ricas em gordura saturada e restringe o consumo de carboidratos e fibras, existentes em pães e frutas.

Prós e contras da dieta da proteína:

– Com o corte dos carboidratos da alimentação, ocorre uma alteração no metabolismo e o corpo passa a queimar a gordura corporal como fonte de energia, o que leva à perda de peso.

– Como os alimentos proteicos demoram a serem digeridos e absorvidos pelo organismo, proporcionam sensação de saciedade por mais tempo. Controlando a compulsão por carboidratos e doces.

– Além de contribuir no emagrecimento, eliminando a gordura corporal, as proteínas são muito importantes na construção e definição muscular. Mas, para um melhor resultado, é importante a prática de atividade física, se possível, diariamente.

– Com o aumento de massa magra (músculos), o metabolismo tende a ficar mais acelerado, queimando rapidamente as calorias dos alimentos que consumir.

– Se o seu objetivo é definição muscular, você pode incluir a Whey Protein, suplemento a base de proteína do soro do leite, na sua alimentação, ele é indicada em várias situações, ganho de massa muscular, emagrecimento e em casos de enfermidades.

– Entretanto, por ser uma dieta restritiva, o consumo exagerado de proteína e alto consumo de gordura saturada, não é saudável, podendo ocasionar sobrecarregar nos rins e fígado. Elevando a taxa de ácido úrico, e do mau colesterol.
Leia nosso artigo onde falamos a respeito dos perigos do excesso de proteínas, nesse artigo falamos também da quantidade ideal para consumo em uma dieta.

– Outro fator que torna essa dieta controversa, é que deixando de consumir carboidratos, deixa a dieta com deficiência em fibras, provenientes de pães, cereais integrais e frutas.

– As fibras são um nutriente importante para o controle da glicemia, do colesterol e para o bom funcionamento do intestino. Para quem já sofre de prisão de ventre, eliminar as fibras da rotina alimentar pode não ser uma boa opção.

– A eliminação completa dos carboidratos da alimentação, associada a prática de atividade física, pode levar à perda muscular e de água, e não de gordura. Já que os carboidratos são os responsáveis por fornecer energia para os músculos.

Começar ou não a dieta da proteína?

Essa dieta proporciona uma perda de peso mais rápida. Mas, por ser uma dieta difícil de aderir, devido suas limitações, além de não ser recomendada seguir por muito tempo uma dieta tão restritiva, a longo prazo a chance de recuperar o peso é grande.

Por isso, o mais recomendado sempre é fazer uma reeducação alimentar, um programa alimentar balanceado, diminuindo carboidratos, açúcar e gordura, mas não eliminando completamente da sua rotina. Adquira hábitos saudáveis para a vida e não apenas para entrar na calça 38.

Chegou até aqui e decidiu que vai encarar a dieta da proteína?

Não prolongue essa dieta por mais de um mês. Como já falamos anteriormente, o excesso de proteína pode levar à sobrecarga hepática e renal e a doenças cardiovasculares, devido ao aumento do ácido úrico e dos níveis de gordura no sangue.

Beba muita, muita, água. O recomendado são, no mínimo, 2 litros de água por dia. Porém, o consumo de água deve ser de, no mínimo, 3-4 litros, afim de amenizar a sobrecarga nos rins.

Busque uma versão menos radical. Diminua e não elimine totalmente os carboidratos e fibras. E dê preferência sempre para as opções integrais de massas e pães.

Consuma também apenas proteínas magras, como por exemplo: peixes, aves, queijos brancos, ovos e leguminosas, pois são gorduras mais saudáveis não oferecendo riscos ao coração. Temos um artigo aqui no site onde relacionamos as melhores fontes de proteínas para incluir em uma dieta.

Agora que já sabe como funciona, os prós e contras, e os efeitos da dieta da proteína no seu organismo, tire vantagem do poder termogênico das proteínas, que aceleram o metabolismo, prolongam a sensação de saciedade, dá firmeza à pele, além de contribuir para a manutenção muscular e evita que a perda de peso estacione depois de um tempo – o efeito platô.

5 Comentários

  1. Seus argumentos sao fracos e sem comprovacao científica e nao vi nenhuma referência.
    Quem disse que a dieta restringe fibras? De forma nenhuma!
    A dieta restringe carboidratos de alto índice glicêmico e graos de todos os tipos.
    As fibras tbm sao encontradas em vegetais, assim como o carboidrato.
    Nao é preciso se entupir de glutén para ter o carboidrato que o corpo precisa.
    Esta nao é somente uma dieta, é um estilo de vida.

    • Disse tudo, maioria dos profissionais de hoje estão presos na pirâmide do passado, uma dieta rica em gorduras e com baixa carboidratos e proteínas e o ideal para perca de peso e saúde, fiz uma dieta cetogênica 5 meses interruptor e os benefícios foram enormes para minha saúde.

  2. Guilherme Fernandes

    Olá Carlos, tudo bem?
    Por favor, peço que você me oriente se estou fazendo corretamente. Estou tomando Whey Protein ao acordar e logo após o treino junto com dextrose, porem 1° tomo a dextrose e depois tomo o whey, acho melhor assim, pois acabo ingerindo mais quantidade de agua, além de não misturar os sabores dos suplementos. Está correto assim?
    E tomo creatina depois do almoço já que segundo os artigos do blog ela deve ser tomada junto com uma fonte de carboidratos. Esta ideal assim ou devo passar a creatina para o pós treino junto com a dextrose por exemplo?

  3. Eu gostei da dieta em si!
    Quero perder 6 kg, e comecei a dieta ontem, pretendo fazer ela por duas semanas sem carboidrato nenhum, depois inserir aos poucos o carboidrato até pq eu malho todos os dias e terei que reduzir a carga dos meus exercicios já que ela nos deixa sem “combustivel”.
    Mas eu acho q ela é uma boa indicação pra quem quer emagrecer e manter a massa muscular magra!
    Mas é logico que você tem que ter noção do biotipo de cada um, cada organismo reage de um jeito voce nao pode levar essa dieta por mto tempo!!!
    Mas eu aprovo!!!
    Mas como esta escrito mesmo vc tem q estar disposto a uma reeducação alimentar pra vida toda, pois se ão , não irá adiantar de nada!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!