Página Inicial » Emagrecimento » Óleo de cártamo: Para que serve, todos os benefícios, como tomar e efeitos colaterias

Óleo de cártamo: Para que serve, todos os benefícios, como tomar e efeitos colaterias

Será que óleo de cartamo emagrece mesmo? Veja o que os estudos mostraram! Além de todos os benefícios comprovados e forma correta de tomar.

Óleo de cártamo: benefícios e para que serve

Sempre queremos melhorar algo no nosso corpo e sempre tem uma gordurinha sobrando aqui e ali e ela precisa desaparecer. Além de boa alimentação e exercícios físicos constantemente, você pode fazer uso de alguns pequenos aliados na busca de um corpo mais saudável e livre da temida gordura localizada.

O Óleo de Cártamo vem sendo utilizado para essa finalidade cada vez mais por muitas pessoas e tem se mostrado eficaz no assunto.

A busca por alternativas, gostosas e eficazes, para diminuir a ingestão de gorduras, e, também, auxiliar no emagrecimento cresce muito, principalmente entre as mulheres que lutam em busca do corpo perfeito. Para tanto, diferentes alimentos são analisados, principalmente aqueles encontrados na natureza em sua forma primária, os quais são benéficos para a saúde humana.

Entre tantos alimentos que vêm ganhando espaço por suas propriedades condescendentes à melhora da saúde e, consequentemente, auxiliam no emagrecimento, existe um tipo de óleo, extraído de uma planta chamada Cártamo que tem ganhado espaço e evidência entre as pessoas.

O cártamo é uma planta ramificada, com flores amarelas, alaranjadas ou vermelhas, florescendo, normalmente, no mês de julho. Com propriedades similares ao óleo de girassol, o cártamo, atualmente, tem sido utilizado para fins culinários e, agora, como auxiliar no processo emagrecedor.

O que é e para que serve o Óleo de Cártamo

O Óleo de Cártamo é extraída das sementes de uma planta com aspecto muito semelhante ao açafrão. As sementes sempre foram muito utilizadas pelos povos, principalmente hebreus (de onde a planta tem sua origem) para tingir tecidos e também para corantes e aromatizantes alimentícios.

Também pode ser utilizado como componentes de tintas e, por fim, em saladas e outros alimentos durante as refeições, substituindo o óleo de cozinha tradicional.

Composição
Não é por acaso que o Óleo de Cártamo oferece tantos benefícios para o corpo, tanto para a saúde quanto para a parte estética.

O óleo de cartamo possui em sua composição:

  • ômega 6 e ômega 9, ácidos graxos importantes para a função cerebral, sistema nervoso e também para o cardiovascular;
  • vitamina E, já bastante conhecida pela sua propriedade antioxidante;
  • fitoesteróis que contribuem para a redução do colesterol;
  • vitamina A e K. Em 9 g de Óleo de Cártamo temos 30% de vitamina E, 16% de gordura (saturadas, monoinsaturadas e poli-insaturadas) e 4% de calorias.

Benefícios do óleo de cártamo

Seus principais benefícios são advindos do elevado teor de ácido linoleico e oleico, além da pequena quantidade de ácido linolênico. O composto linoleico é um ácido graxo essencial para a alimentação humana e para conservação das funções primárias no organismo. Ele é responsável por deixar a pele viçosa, proteger os fios capilares, causar a cicatrização, entre outras coisas. Esse ácido, ao ser associado com exercícios físicos, diminui os teores de colesterol plasmático, além de diminuir a gordura e aumentar a massa magra.

Leia também: CLA (Ácido linoléico conjugado) – Para que serve, benefícios e efeitos colaterais

Devido ao alto teor de ácido linoleico no óleo de cártamo, a diminuição das gorduras localizadas e o aumento de massa magra podem ser vistos, especialmente quando o uso é adicionado a uma alimentação saudável e moderada, e a exercícios físicos regulares.

Com todos esses nutrientes é de se esperar que os benefícios do Óleo de Cártamo sejam muitos. Por exemplo, por ser rico em ômega 6 consegue suprir até 70% das necessidades diárias do nosso corpo. Ele consegue trazer vários benefícios como melhorar o funcionamento do sistema imune, ajuda na cicatrização de feridas, tanto internas quanto externas, ajuda na redução da gordura localizada e diminui a queda capilar. Veja abaixo outros benefícios que o Óleo de Cártamo apresenta.

Ação antioxidante
A presença de vitamina E em abundância é a grande responsável por essa propriedade tão importante do Óleo de Cártamo. Ela é uma vitamina lipossolúvel e como toda substância antioxidante tem como função principal eliminar os radicais livres que envelhecem as células e são responsáveis por causar doenças e participar do desenvolvimento do câncer.

Essa vitamina é o composto de 8 substâncias com funções específicas e entre elas temos o a-tocoferol, o que possui maior poder antioxidante. A vitamina consegue agir no nosso corpo 200 vezes mais rápido do que antioxidantes sintéticos.

Sistema cardiovascular
A doença crônica que mais mata, atualmente, é a hipertensão arterial. Ela se desenvolve devido ao acúmulo do LDL, um tipo de colesterol, que se fixa na parede das artérias aumentando a pressão sanguínea dentro dos vasos. Um estudo realizado em 2014 com ratos, durante 30 dias, conseguiu verificar uma redução de peso e aumento do HDL (colesterol bom) nos grupos que realizaram uma dieta normolipídica (dieta que possui quantidades normais de gordura) com suplementação de óleo de cártamo.
Isso acontece porque o óleo consegue reduzir uma lipoproteína responsável por carrear o LDL para a corrente sanguínea.

Emagrece mesmo?

Promove maior saciedade
Esse mesmo estudo com ratos também pode constatar que, as cobaias que se ingeriram a suplementação de óleo de cártamo se alimentaram com menos frequência. Isso sugere que essa substância aumenta a sensação de saciedade e assim, o óleo de cártamo ajuda emagrecer. O óleo promove um esvaziamento mais lento do estômago e isso faz que o os receptores presentes na parede desse órgão mande sinais de satisfação por mais tempo ao nosso cérebro.

O óleo de cártamo ajuda a perder peso?
Bem, esse benefício ainda se encontra em estudo. O que se sabe até agora é que o ômega 6 presente no óleo ajuda a reduzir um tipo de gordura chamada de “marrom”, também chamada de gordura visceral. Recebe esses nomes por causa da sua coloração (por conta dos vasos sanguíneos que passam por esse tecido) e porque ficam ao redor dos órgãos para geração de manutenção de calor.

A gordura que o nosso corpo usa como fonte de energia é a branca, aquela gordura localizada que a gente não gosta. Portanto, até agora não se sabe se o óleo de cártamo é mesmo capaz de fazer esse tipo de gordura sumir do nosso corpo.

De qualquer forma, ainda que não atinja a gordura branca, é muito importante reduzir as taxas de gordura visceral porque ela é a causadora de muitos problemas de saúde.

Como age no organismo

O óleo age na gordura localizada, principalmente na área do abdômen, a qual é utilizada como energia. O cártamo proporciona saciedade às pessoas que o consomem, diminuindo a ingestão de alimentos ricos em caloria. Para aqueles que realizam atividades físicas, o óleo proporciona um aumento da energia e uma melhora no sistema imunológico.

O metabolismo de lipídios e a produção da insulina são normalizados com o uso reincidente do produto. Regularizando a produção dessas duas, o corpo retém menos gordura, principalmente na área do abdômen inferior.

Devido às substâncias graxas contidas no óleo, o organismo fica protegido contra oxidantes, além de melhorar a produção de substâncias anti-inflamatórias.

Porém, não existem muitos estudos em relação ao uso do cártamo, principalmente no que tange a quantidade necessária e benéfica para o corpo. É possível que ingerir uma grande quantidade do óleo possa, ao invés de proporcionar bons resultados, fazer mal ao organismo.

Efeitos colaterais do óleo de cártamo

Alguns dos efeitos colaterais que é possível ver em pessoas que consomem mais do que o necessário do óleo são um aumento da glicose e da insulina, as quais foram vistas em exames de jejum em pacientes submetidos a doses altas do cártamo:

  • assim como aumento de resistência à insulina;
  • aumento da peroxidação lipídica;
  • diminuição do colesterol bom em pessoas com hipertensão, entre outros.

O óleo de cártamo não faz mal a saúde, mas para isso, é imprescindível o consumo correto do óleo depois de uma consulta a um profissional.

suplemento de óleo de cártamo emagrece

Contraindicações do Óleo de Cártamo

Não há uma quantidade significativa de contraindicações para o óleo de cártamo a não ser as comuns. Por exemplo, o grupo de risco como gestantes, lactantes, idosos e crianças devem evitar o consumo já que ainda não existem estudos específicos para os mesmos. E para os adultos, a orientação é a de procurar um profissional como um nutrólogo ou nutricionais para saber se você realmente precisa de suplemento e qual a quantidade.

Quantidade ideal e formas de consumo
A quantidade base é a de 9 g por dia. Você pode consumir o óleo na sua forma líquida, no tempero de saladas e alimentos ou então, como cápsula em suplementos. Na primeira hipótese, o ideal é ingerir 2 colheres de chá por dia e na segunda, 2 cápsulas por dia dão conta do recado.

Caso deseje utilizá-lo para fazer refogados e outros alimentos que são levados ao fogo, o ideal é colocar o alimento em fogo brando. Quando o óleo fica superaquecido as suas moléculas começam a se desfazer e tendem a se unir de forma a transforma em gordura saturada, ou seja, que faz mal ao nosso organismo.

Leia também: Óleo de prímula – Para que serve, benefícios e efeitos colaterais

comprar o oleo de cartamo pelo melhor preco

Como tomar o óleo de cártamo

Você pode acrescentar esse benéfico óleo aos alimentos, acrescentando-o à comida ou o ingerindo em cápsulas. Várias receitas podem ser feitas para dar ainda mais sabor ao alimento com o óleo. Usado como tempero, seja em saladas ou em outras receitas, o óleo deve ser usado, normalmente, em uma quantidade não superior a uma colher de sopa.

Já o óleo comercializado em cápsulas já vem em doses corretas, prontas para o consumo. Algumas das marcas que produzem o óleo em cápsulas são a Probiótica, Herbarium, a Vital Natus, entre outros, e podem ser encontradas em lojas especializadas em produtos naturais e em farmácias.

Preços do óleo de cártamo como suplemento
A média de preços dos laboratórios nacionais é de R$85,00 a embalagem com 90 cápsulas, os importados vendidos aqui no Brasil pelo nome de LA que possui junto a sua fórmula também vitamina E, tem média de preço de R$100,00 embalagens com 100 cápsulas.

Consumo em excesso
O nosso corpo é bastante complexo e como já dizia a frase “somos o que comemos” é preciso ter cuidado. Existe uma proporção a ser seguida entre os níveis de ômega 3 e ômega 6 que é de 5/1. Esse equilíbrio é importante já que este, em excesso, pode desencadear um processo inflamatório e, aquele é um agente anti-inflamatório. O excesso de ômega 6 no corpo pode causar problemas artrite, depressão e até mesmo piorar doenças cardiovasculares preexistentes.

Qual óleo consumir?
É possível encontrar no mercado os mais diversos tipos de óleos naturais e que fazem bem a nossa saúde. Um já bastante divulgado é o óleo de coco e também o de girassol. Em comparação a eles, o óleo de cártamo oferece uma quantidade menor de calorias e também possui uma taxa muito menor de gordura saturada. Porém, em matéria de ação antioxidante, o óleo de girassol sai na frente com vantagem pois possui muito mais vitamina E em sua composição.

Relatos – Funciona mesmo?

Utilizou ou ainda está utilizando esse suplemento? Ajude os próximos leitores deixando seu relato na área de comentários abaixo falando dos resultados, se o óleo de cártamo funciona mesmo e emagrece. Todos agradecem!

Especialista fala como tomar o Óleo de Cártamo corretamente:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (30 votos, média: 3,67 de 5)
Loading...

Referências:
BATISTA, Ellencristina da Silva; COSTA, André Gustavo Vasconcelos; PINHEIRO-SANT’ANA, Helena Maria. Adição da vitamina E aos alimentos: implicações para os alimentos e para a saúde humana. Rev. Nutr., Campinas, v. 20, p. 525-535, Oct. 2007.
CAMPANELLA, Luciane Coutinho de Azevedo; SILVA, Aline Correa da; FREYGANG, Joseane; MAGRO, Débora Delwing Dal. Efeito da suplementação de óleo de cártamo sobre o peso corporal, perfil lipídico, glicídico e antioxidante de ratos wistar induzidos à obesidade. Rev. Ciênc. Farm. Básica Apl., v. 35, n. 1, p. 141-147. 2014

45 Comentários

  1. posso tomar com repped

  2. Sou hipertensa posso tomar óleo de cartamo,é verdade que aumenta a pressão arterial.

  3. Se a dosagem diária ideal é de 9 g, como tomar duas cápsulas pode ser suficiente? *obs: a grande maioria, senão todos, possuem 1g por cápsula.

  4. Estou tomando o óleo de cártamo há 45 dias e estou gostando muito dos resultados. Não tive nenhum efeito colateral. Tenho feito também musculação e reeducação alimentar que minha nutricionista passou. Pelos cálculos já perdi 3 kg nesse tempo que estou tomando e antes apenas c/ musculação e dieta havia perdido 5 kg em 6 meses. Falta perder ai mais uns 8 kg para ficar do jeito que eu quero \0/

  5. Quem toma ou tomou, com quanto tempo começou a fazer efeito? Nas fezes percebeu-se a eliminação das gorduras como dizem com quanto tempo, porque estou tomando a quatro dias e não senti nenhuma diferença, pelo menos nas fezes, pelo contrário, tive uma diminuição na quantidade.

  6. boa noite neste caso tenho diabetes não é bom que use oleo de cartamo

  7. Olá,
    Hoje foi o meu primeiro dia fazendo uso das Cápsulas de Óleo de Cártamo.
    Daqui um mês eu volto para contar a minha experiência para vocês que , assim como eu, tem muitas dúvidas se esse óleo funciona ou não.
    Lembrando que estou associando o uso do óleo com trinta minutos de exercícios aeróbicos e dieta.
    Até mais.

  8. Esse óleo tem muito marketing, isso sim. Bem como ocorre com sal do himalaya, açúcar de coco e outras modinhas. Se esse óleo tem ação parecida ao óleo de girassol, COMO ESCRITO AQUI, então por que PAGAR CARÍSSIMO por óleo de cártamo se o de girassol é super mais barato? Não tem lógica. Como eu disse, mais uma modinha cara para lucrar muito $$.’E outra, NENHUM ÓLEO REFINADO E EXTRAÍDO POR PROCESSOS QUÍMICOS FORTES é saudável. Nem esse, nem o de giraasol, nem canola, soja, milho, NADA DISSO.
    Se a extração do óleo for SEM QUÍMICA, aí sim, estamos falando de óleos saudáveis: azeite extra virgem, óleo de coco, manteiga, etc.
    Aliás, tudo isso aqui que alegaram de bom para esse óleo refinado em pesquisas COM RATOS, pode ser encontrado no óleo de coco QUE NÃO É REFINADO e nem passa por extração química. E mt mais barato.
    Pessoal, convido—os a acompanharem minhas postagens sb nutrição no Instagram: @ladnutribsb abçs!

  9. Estou tomando o óleo de cartamo(cla)e tenho muita gordura abdominal e não ajudou em nada ,talvez seja óleo de soja porque o que existe de sacanagem neste Brasil Affffff

  10. eu tenho diabetes, posso tomar o oleo de cartamo

  11. Tomei oleo de cártamo por um bom tempo aliado uma alimentação saudável. O oleo tem efeito se consumido 2 litros de água por dia. Não tem contra indicação para hipertensos. Ele sai através da urina, que quanto mais gorduras vc come mais oleoginoso sai na urina. Não é milagroso, com uma boa alimentação é um ótimo aliado.

  12. elizabeth domingos

    vou comecar a tomar daqui a trinta dias eu volto pra contar

  13. estou curiosa pra ver o efeito começo hoje vamos ver

  14. vou testar começo hoje espero ter um bom resultado

  15. Estou tomando novamente para fazer um segundo teste. Mas da primeira vez, não notei diferença

  16. Anna Paula Costa Silva

    Comecei a tomar ontem. Retorno em 1 mês prs contar se deu ccerto .Corro diariamente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arnold D 160

arnold D 160

Curta-nos no Facebook!