Página Inicial » Dietas e Nutrição » Metionina – Para que serve, funções, fontes nos alimentos e suplemento

Metionina – Para que serve, funções, fontes nos alimentos e suplemento

A metionina é um aminoácido essencial que pode ser de grande valia para melhorar sua saúde e sua qualidade de vida, bem como os resultados de seu treino.

Metionina

Dentro do que se preconiza em uma dieta saudável, temos nos aminoácidos, importantes componentes. Além de suas funções em nível celular, basicamente reconstruindo tecidos, eles ainda auxiliam em outros processos fisiológicos. Um destes casos, é o da Metionina. Um aminoácido essencial de grande valia para a melhoria da saúde.

Pelo fato de a metionina ser um aminoácido essencial (que não é produzido pelo organismo), ela precisa ser ingerida através da dieta. Veja agora, o que é a metionina!

O que é e para que serve a metionina?

Basicamente, a metionina é um aminoácido essencial, que tem diversas funções fisiológicas. Como é natural em qualquer aminoácido, ela participa dos processos de regeneração celular. Porém, é importante entender que sua principal função não está ligada ao anabolismo ou a síntese proteica propriamente dita.

A metionina tem um ponto fundamental em sua composição: o enxofre. O fato de a metionina ter enxofre, faz com que ela desempenhe funções primordiais para a boa saúde.

Uma das principais funções da metionina no organismo, é justamente o fornecimento de bons níveis de enxofre para o organismo. Isso faz com que todo o metabolismo seja melhorado e tenhamos, de maneira mais direta, uma melhora nos níveis de antioxidantes. Isso, pelo fato de que o enxofre, presente na metionina, é uma substância necessária para que tenhamos a produção da glutationa.

A glutationa é um dos principais antioxidantes de nosso organismo. Com isso, uma das principais funções da metionina, é ser uma precursora da glutationa. Salientando que isso acontece devido aos níveis de enxofre presentes no aminoácido.

Desta maneira, a metionina é um aminoácido essencial, que tem como função, a melhoria dos processos antioxidantes no organismo. Porém, esta é a principal, mas não a única função da metionina.

Principais funções da Metionina

A principal e mais importante função da metionina, é a produção de glutationa. Porém, esta não é a única. As demais funções da metionina também são de grande importância para a melhoria da saúde em geral.  Veja algumas das principais funções da metionina!

1- Produção de cisteína e taurina

Pelo mesmo motivo que a metionina auxilia na produção de glutationa, ela auxilia também na produção de cisteína e taurina. Estes dois, são aminoácidos que tem como principal função, otimizar a eliminação de toxinas do organismo. Então, em conjunto com a glutationa, que é um antioxidante natural, estes dois aminoácidos ajudam a melhorar o processo de eliminação de toxinas do organismo.

Isso melhora não apenas a imunidade, como todas as funções fisiológicas. Além disso, estes dois aminoácidos ainda ajudam a melhorar a saúde cardiovascular e a regenerar tecidos, tornando-os mais saudáveis.

Leia também => Taurina – Benefícios no ganho de massa muscular e emagrecimento

2- Auxílio na função hepática

Outra importante função da metionina, é que ela auxilia o fígado na digestão das gorduras. Isso tem, em termos metabólicos, uma importância gigantesca. Com ingestões adequadas de metionina e uma dieta balanceada, fazemos com que o fígado não seja sobrecarregado através dos processos de digestão das gorduras. Com isso, melhoramos a função hepática.

3- Auxilio na produção de Creatina

A creatina tem uma importante função, não apenas como fonte de energia rápida, como também, de otimização dos mecanismos de contração muscular. A metionina auxilia no processo de produção da creatina, fazendo com que os níveis de creatina nos músculos e na circulação, sejam aumentados de maneira considerável com a sua ingestão correta.

Metionina emagrece?

Diretamente ainda não existem estudos que comprovem que a metionina emagreça, mas como ela auxilia na produção de creatina como vimos anteriormente, e a creatina quando aliada a uma dieta e treinos para hipertrofia, gera o ganho de massa muscular e contribui para perda de gordura e emagrecimento.

Essa seria uma das relações da metionina com o emagrecimento, além de ajudar o figado a “quebrar” a gordura e eliminar as toxinas no organismo, tornando-o mais saudável.

Fortalece as unhas e cabelo

A metionina contribui no aumento do fornecimento de sangue para os folículos pilosos e couro cabeludo. Evitando a queda e acelerando o crescimento dos cabelos.

Por ser um importante aminoácido sulfuroso, a metionina forma cadeias de enxofre que integra a estrutura básica da pele e das unhas. A ingestão de metionina e cisteína em conjunto com zinco e vitaminas B, podem contribuir para ter uma pele, unhas e cabelos mais bonitos e saudáveis.

Estas são algumas das principais funções que a metionina traz para suas funções fisiológicas. Todas elas, de grande importância para uma boa saúde!

Estudos sobre a metionina

A metionina ainda é um aminoácido que está sendo estudado e não há uma grande quantidade de estudos sobre os benefícios que ele traz para a saúde.

Porém, os estudos de boa qualidade feitos até hoje, mostram inúmeros benefícios que este aminoácido traz para a saúde da população em geral.

Kilmer McCully, um patologista americano, citado por Bydlowski (1998), já enxergava, na década de 70, a importância da metionina. Na verdade, ele não fala especificamente da metionina, mas da cisteína, derivada dela.

A cisteína, em níveis acima da média, pode causar lesões vasculares. Porém, para que tenhamos estes níveis elevados, há a necessidade de alguma patologia que desenvolva tal quadro (geralmente atrelada a alguma deficiência de vitaminas do complexo B).

Baixos níveis de cisteína, decorrente da metionina, também são fortes indicadores de doenças cardiovasculares. Por isso, é fundamental a sua ingestão na dieta, para que tenhamos uma melhor qualidade de vida e mais saúde hepática e cardiovascular.

Em um outro estudo de Garcia (2008), foi possível verificar que pacientes portadores de câncer no esôfago, apresentavam níveis consideravelmente menores de taurina no organismo, quando comparados a um grupo controle.

Isso demonstra que baixos níveis de metionina, acabam prejudicando a formação de taurina e cisteína, o que traz prejuízos diretos para o organismo.

Como ingerir metionina de forma correta?

Que a metionina é fundamental para a boa saúde, está claro. Porém, é preciso entender que, pelo fato de ela ser um aminoácido essencial, não é produzida pelo organismo. Por isso, precisamos ingeri-la em nossa dieta.

Alimentos ricos em metionina são:

  • Peixes, como dourado, atum, salmão, bacalhau, dourado, tilápia, linguado e outros;
  • Carne de peru, búfalo, crustáceos, gado e porco;
  • Ovos (de maneira mais direta a clara);
  • Leite e derivados;
  • Castanha do Pará;
  • Semente de gergelim;
  • Aveia
  • Semente de girassol e outros.

Uma dieta com boa ingestão de proteínas, oferece ao organismo as quantidades necessárias de metionina. De maneira geral, o corpo precisa de em média, de 2 a 3 gramas por dia.

Além disso, como é possível perceber nos alimentos ricos em metionina, ela é um aminoácido facilmente encontrado nas proteínas de origem animal. Mas será que há a necessidade de ingestão de suplementos de metionina?

Vale a pena tomar suplementos de metionina?

Uma pessoa com boa ingestão proteica, não precisa de suplementação de metionina. Porém, pessoas que não ingerem proteínas animais, podem ter baixos níveis de metionina. Por isso, pessoas adeptas ao vegetarianismo, no geral, fazem a ingestão deste tipo de suplemento.

Por isso, é muito importante analisar, de acordo com a dieta, se há a real necessidade deste suplemento. Em casos de baixa ingestão de proteínas animais, quando há o acompanhamento de um profissional, a suplementação de metionina pode ser indicada. Mas somente com a orientação de um bom profissional.

No mercado existem as versões da suplementação de D-Metionina e DL-Metionina para auxiliam no tratamento de cabelos e unhas, como abordamos agora a pouco falando dos benefícios que essa substância proporciona, além de ser comercializada em conjunto com a silimarina como um protetores hepático. A utilização desses suplementos também dever ser orientados por um profissional da saúde.

Contraindicações da metionina

Apenas com ingestões muito elevadas de metionina é que teremos problemas de saúde. Um dos principais problemas causados pelo excesso de metionina, é a sobrecarga hepática e cardíaca. Além disso, em níveis exageradamente altos, a metionina pode até causar a morte.

Isso tudo mostra que a metionina é um aminoácido fundamental para nosso organismo, mas que pode ser facilmente obtido através da dieta. A suplementação deve ser feita apenas com indicação profissional. Consulte um nutricionista regularmente! Bons treinos!

Referências:
Bydlowski, S. P. Hiper-Homocisteinemia e Doenças Vaso-Oclusivas. Arq. Bras. Cardiol. vol.71 n.1 São Paulo July 1998.
Garcia, V. C. L. Níveis plasmáticos de taurina e de seus precursores em pacientes com câncer de esôfago. Arq. Gastroenterol. vol.45 no.3 São Paulo July/Sept. 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *