Página Inicial » Saúde » Hortelã – Para que serve, benefícios e como fazer o chá

Hortelã – Para que serve, benefícios e como fazer o chá

O hortelã ajuda na digestão, contribui com a saúde bucal, fortalece o sistema imunológico e muitos outros benefícios. Veja ainda como preparar o chá.

Chá de hortelã

O que é

A hortelã, também conhecida como menta, é uma planta muito popular, usada e comercializada no Brasil. De nome científico Mentha sp. com diversas variedades, ela possui um sabor forte e refrescante, além de aroma e cor característicos.

Para que serve a hortelã

Essa planta possui várias finalidades, entre as quais pode ser usada de forma caseira para fins medicinais, como condimento na culinária e para fins aromáticos.

Outras formas de utilização da hortelã são na produção industrial de produtos de higiene, produtos aromáticos, cosméticos e medicamentos. Também pode ser usada como planta ornamental e como repelente de insetos.

Propriedades nutricionais da hortelã

Esse vegetal é rico em nutrientes e entre eles podemos destacar:

  • Óleos essenciais, cujo principal é o mentol;
  • Ácidos orgânicos;
  • Antioxidantes: flavonoides;
  • Aminoácidos;
  • Vitaminas: A, C e do complexo B;
  • Minerais: cálcio, ferro, potássio e fósforo.

Benefícios da hortelã

1. Auxilia a digestão

A hortelã é uma planta que estimula a digestão, principalmente em casos de atonias digestivas. Além disso, ameniza os sintomas da má digestão como azia, dores abdominais e empachamento.

Além de melhorar a digestão, ela também auxilia no tratamento de problemas intestinais como a síndrome do intestino irritável, flatulências, enjoos, náuseas e vômito e de doenças gástricas como gastrite e úlcera.

2. Elimina parasitas

Estudos no Brasil e no exterior já verificaram que a hortelã tem ação 2 vezes maior de eliminar parasitas como a ameba e a giárdia do organismo comparado a um medicamento muito comum para esse fim, o secnidazol.

Por isso, o uso dessa planta para eliminar parasitoses pode ser muito mais vantajoso por causa da sua dose baixa de administração e pelos menores efeitos colaterais comparados aos medicamentos para essa utilidade.

3. Previne doenças

A hortelã contribui para a prevenção de doenças por causa da sua ação antioxidante em virtude da presença de flavonoides. Doenças como o câncer e as neurodegenerativas são prevenidas porque os flavonoides combatem a ação dos radicais livres, substâncias presentes no organismo.

Os radicais livres danificam as células normais e saudáveis do nosso corpo e causam diversos prejuízos, entre eles as doenças citadas e outros como o envelhecimento precoce e o enfraquecimento do sistema imunológico.

Estudos realizados com ratos comprovaram a ação dessa planta na redução da gravidade de sintomas originados de doenças provenientes de radiação. Ainda, essa planta protegeu os ratos contra a falência da medula óssea e do sistema gastrointestinal.

Leia também => Chá de boldo – Todos os seus benefícios, efeitos colaterais e como preparar

4. Combate doenças respiratórias

Essa planta possui propriedades que atuam nas vias respiratórias. Ela tem ação expectorante e descongestionante nasal e de garganta, além de ser um anti-inflamatório dessas vias.

Além disso, essa planta, comprovadamente através de estudos, pode ajudar no tratamento de doenças pulmonares, principalmente a tuberculose, junto com a terapia convencional, pois ficou evidenciado um efeito positivo da hortelã para a negatividade do escarro.

5. Contribui para a saúde bucal

Outro benefício desse vegetal é como enxaguante e antisséptico bucal combatendo bactérias, mau hálito e cáries. Além disso, previne e trata afecções bucais como afta, inflamações e ferimentos através de bochechos e gargarejos.

6. Fortalece o sistema imunológico

A hortelã também contribui para fortalecer o sistema imunológico através, principalmente, das suas substâncias antioxidantes como os flavonoides e a vitamina C.

Com o sistema imunológico fortalecido, o corpo fica mais protegido contra o ataque de microorganismos invasores causadores de inflamações, infecções e diversas doenças.

7. Alivia dores de cabeça

As dores de cabeça podem ser amenizadas através do óleo essencial extraído desse vegetal quando usado sobre as têmporas, testa e pescoço, resultado esse comprovado através de estudos em uma universidade na Alemanha.

Leia também => Acerola – Os seus 10 principais benefícios para saúde, mais receitas de sucos

8. Contribui para a saúde do cabelo

Esse benefício ocorre através do óleo essencial dessa planta que pode ser usado como um tônico capilar e, assim, contribuir para melhorar a saúde do cabelo e do couro cabeludo. Ajuda a hidratar, fortalecer e dar brilho aos fios.

9. Outros benefícios da hortelã

Outros benefícios que essa planta oferece para a saúde são:

  • É anti-inflamatória;
  • É antibacteriana, antifúngica e antiviral;
  • É vasodilatadora;
  • É antisséptica bucal;
  • Tem propriedades calmantes;
  • Tem ação antiespasmódica;
  • Trata a diarreia;
  • Tem propriedades calmantes;
  • Ajuda no tratamento de cólicas.

Folha de hortelã

Como consumir

A parte mais consumida da hortelã são as folhas que podem ser encontradas em supermercados, feiras e lojas de produtos naturais na forma in natura ou desidratada.

Na culinária, esse vegetal pode ser utilizado em preparações como:

  • Carnes;
  • Massas;
  • Saladas;
  • Doces;
  • Geleias;
  • Sucos;
  • Chás.

O consumo para fins medicinais é feito, principalmente, na forma de infusão (chá) das folhas ou através de uso tópico por meio do óleo essencial da hortelã, sendo esse facilmente encontrado em casas de produtos naturais.

Chá de hortelã

Para fazer o chá, coloque em uma xícara de água fervida 1 colher de sopa de folhas de hortelã picadas. Tampe a xícara e deixe descansar de 10 a 15 minutos. Com esse chá, você pode tomá-lo, fazer bochechos, gargarejos e usar como inalante para as vias respiratórias para as finalidades terapêuticas já citadas neste artigo.

Contraindicações

A hortelã é contraindicada para pessoas que tenham sensibilidade a um dos óleos essenciais que essa planta contém, o mentol, pois pode provocar irritação e insônia. Se aplicado de forma tópica, pode causar irritação na pele de pessoas sensíveis.

Em altas doses, essa planta pode ter efeito tóxico, convulsivo e narcótico. Além disso, pode ter efeito abortivo e causar alterações congênitas, por isso é proibida para gestantes. Também é proibida para lactantes, bebês e crianças, sendo que nestes dois últimos pode causar asfixia e dispneia.

O óleo essencial, se inalado por pessoas sensíveis, pode causar espasmos na laringe e nos brônquios, principalmente em crianças e se consumido em excesso, pode causar convulsões e perturbações psíquicas.

Leia também => O Abacaxi além de fazer bem para o coração ainda ajuda emagrecer

Outra contraindicação é o consumo dessa planta por um longo período de tempo, pois ela pode causar paralisia de uma região do cérebro, o bulbo raquidiano, que está relacionado com funções vitais como os batimentos cardíacos, a respiração, a fala, a mastigação, entre outros.

Mesmo com vários benefícios, o recomendado é sempre procurar um médico ou nutricionista fitoterápicos para que você saiba se pode consumir ou não a hortelã e, caso possa, para saber a quantidade correta e o tempo de consumo, pois pode variar para cada pessoa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!