Página Inicial » Musculação e Suplementação » Evitando Lesões durante a Musculação

Evitando Lesões durante a Musculação

Entenda as Fibras Musculares

O músculo é composto por um emaranhado de fibras musculares. Estas se encontram internamente e estão inerentes a todos os tipos de músculos esqueléticos que temos no corpo. As fibras variam de diâmetro, podendo ter entre 10 e 80 milímetros.

As fibras musculares são compostas por miofibrilas, que são feitas de filamentos de actina e miosina. Estes filamentos são os responsáveis pela contração muscular através do processo de estímulos.

As fibras são divididas em rápidas e lentas, e suas diferenças podem ser vistas nas características estruturais e funcionais. O número de fibras lentas ou rápidas que um músculo possui depende da função do mesmo. Quando este músculo tem como função resistir e sustentar o corpo, precisando suportar maior tempo de contração, existe uma proliferação de fibras musculares lentas. Estas são usadas para atividades que demandam o uso prolongado do músculo. Já as fibras rápidas se proliferam em músculos que desempenham atividades que precisam de contração rápida. Os músculos usados para impulsionar um atleta em corridas curtas e saltos são aqueles que mais possuem fibras rápidas.

Normalmente, as fibras de contração rápida são maiores que aquelas de contração lenta. Cada músculo do corpo tem a necessidade um tipo de fibra, assim como os músculos de sustentação que necessitam de fibras de contração lenta, em divergência do globo ocular, que precisa de músculos com fibras de contração rápida, para fixar e mudar de direção de maneira rápida.

Tipos de Lesões

As lesões podem ser classificadas em lesão intrínseca e lesão extrínseca. A lesão intrínseca é causada por fatores biológicos, como nível de condicionamento e histórico de exercícios do esportista. Já a lesão extrínseca pode ser causada por fatores externos, como equipamentos esportivos, clima, entre outros.

Dependendo da maneira que você pratica musculação, ou qualquer tipo de exercício, podem ocorrer lesões, na musculatura ou em partes acessórias a ela, como tendões, ligamentos, entre outros.

Algumas lesões, normalmente, ocorrem quando você se exercita de forma errada, com a postura incorreta ou com exercícios em excesso (resultando no overtraining). Pode acontecer um grande estresse dos tecidos do músculo, destarte a tendência é que eles tentem se ajustar, modificando de posição. Algumas das posições podem deixar os músculos, e outras partes que também são trabalhadas, mais vulneráveis. É nessa hora que as lesões podem acontecer.

O uso de anabolizantes também torna o corpo, não somente os músculos, suscetível a vários problemas. Os anabolizantes alteram fisiologicamente os músculos e estes podem ser lesionados quando recebem certas quantidades de carga.

Outro tipo de lesão é a chamada de lesão crônica. Esta ocorre devido a pequenos traumas ou por treinos repetitivos. Quando o esportista promove treinos excessivos, juntamente a técnicas inadequadas para aquele exercício, formam microtraumas nas fibras musculares, o que causa muita dor na região. Treinos que necessitam de grande impulso e força, com intervalos entre contração e relaxamento, faz com que a musculatura contraia-se em excesso e não consiga alongar-se como antes. Quando isso acontece, o músculo em exercício corre grande risco de sofrer uma lesão no próximo esforço, que tenha igual intensidade.

Lesões antigas também podem se tornar uma predisposição para o atleta tornar a se lesionar. Quando uma lesão é curada ela forma um tecido de cicatrização no ponto que tinha sido afetado. Esse local não apresentará mais a mesma capacidade de alongamento e tensão. Quando esse local for forçado a se alongar e receber força além do seu limite, ele poderá ser lesionado novamente.

Como Evitar Lesões

Para prevenir a ocorrência de lesões é necessário sempre praticar adequadamente o exercício, fazendo o correto alongamento dos músculos. Fazer exames médicos anteriormente ao início dos treinos é muito importante para evitar possíveis estiramentos. Exames físicos com um profissional do esporte também são necessários antes, durante e depois dos treinamentos.

Faça, também, um aquecimento de 10 minutos, no mínimo, antes dos exercícios com pesos. Treinos aeróbicos de média intensidade ajudam na circulação do sangue, aquecendo os ligamentos, os quais são frágeis e propensos a estiramentos.

Prenda corretamente seus pesos à barra, pois, se algum desses cair, pode causar graves lesões. Não sinta dor excessivamente; por mais que digam que sem dor não tem resultado, dores excessivas podem causar rupturas das fibras musculares, causando lesões.

Se ocorrer forte dor durante um exercício ou no decorrer do treino, pare na mesma hora e pressione levemente o local com gelo durante 10 e 15 minutos. Mantenha o membro lesionado elevado e em repouso.

Esse artigo acima tem apenas o caráter informativo e não tem a intenção de substituir uma orientação médica ou de um profissional de saúde.

Por Raquel Torres Costa Bressan
Redatora  formada em Letras pela Universidade Federal de Viçosa.


 

Sobre Raquel Torres Costa Bressan

2 Comentários

  1. To tentando me recuperar de uma lesão no trapézio..hoje quando fiz manguito cross senti dores no trapézio e parte de trás ..já fiz ultrassonografia ressonância e não acusou nada..o que sera?

  2. Gostei muito das informações dadas no site; foram muito úteis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!