Página Inicial » Frutas » Cranberry: Usada no tratamento de infecções urinárias, essa fruta ainda possui inúmeros benefícios

Cranberry: Usada no tratamento de infecções urinárias, essa fruta ainda possui inúmeros benefícios

Além de reduzir o colesterol ruim, o cranberry possui ação antioxidante 50 vezes mais eficaz que a vitamina E. Conheça todos os seus benefícios e efeitos colaterais.

cranberry ou arando benefícios

Também chamado de Oxicoco, arando-vermelho e airela, o Cranberry é uma fruta que tem sua origem na América do Norte e era muito utilizada durante as cerimônias e como medicamento. Ela tem a cor bastante avermelhada como a de uma cereja e é extremamente ácida. Aqui no Brasil ela é consumida em forma de suco ou na gastronomia. Também é possível encontrá-la na forma de fruta desidratada em lojas de produtos naturais.

Os nutrientes do Cranberry

O Cranberry costuma ser indicado quando o assunto é infecção urinária. Isso acontece porque ele contém uma substância chamada de proantocianidina tipo A. Ela tem poder antioxidante 20 vezes mais eficaz que a vitamina C e 50 vezes mais que a vitamina E. Segundo dados do Projeto Diretrizes, a Cranberry é capaz de inibir em até 80% da aderência bacteriana ao urotélio. coli nas paredes da bexiga. Ela ainda consegue oferecer vitamina E e C e substâncias antioxidantes como os ácidos fenólicos (que a nível celular interferem diretamente no metabolismo da gordura e da respiração) e os flavonoides, responsáveis por combater os radicais livres.

Os principais benefícios do Cranberry

  • Um benefício que se destaca nessa fruta é a sua ação contra infecções no trato urinário sendo bastante consumida nestes casos, tanto para tratamento quanto para prevenção. Também é utilizada por pessoas que são portadoras da bexiga neurogênica (não conseguem controlar normalmente a bexiga por conta de um problema no sistema nervoso) e por pacientes que sofrem de incontinência urinária, pois suaviza os odores da urina.
  • Entre outros benefícios coadjuvantes temos a redução do colesterol ruim, também conhecido como LDL, tem ação antioxidante retardando o envelhecimento celular e auxiliando na prevenção de doenças graves como o câncer e também de infecções.
  • Também possui vitamina A que tem papel fundamental na visão e também vitamina C que ajuda a fortalecer o sistema imune.
  • A vitamina E presente nessa fruta também é muito importante para a produção de colágeno, uma proteína que ajuda a dar firmeza à pele reduzindo o aparecimento das rugas.
  • Ajuda controlar a liberação do hormônio cortisol durante momentos de estresse.
  • A Cranberry é rica em fibras atuando diretamente na sensação da fome diminuindo a vontade de comer já que aumenta a saciedade.
  • Também bastante útil para prevenir a formação da placa bacteriana nos dentes, evitando cáries e também no desenvolvimento de gastrites e úlceras, pois evita que alguns tipos de bactérias se fixem no estômago. Por fim, ela tem poucas calorias, assim você não precisa se preocupar com os quilos a mais.

Suco de cranberry

Contraindicações

A quantidade diária máxima do suco do Cranberry é de 480 ml, sendo a sua ingestão excessiva um risco para a saúde. Gestantes e lactantes também podem se favorecer com os benefícios do suco, mas não se sabe quais os efeitos dos suplementos de Cranberry neste público.

Consumir o suco de cranberry em quantidades maiores que a recomendada pode ser prejudicial, pois ela contém um grande teor de ácido salicílico. Essa substância é encontrada na aspira, portanto, quem tem algum tipo de alergia não deve beber nem o suco ou ingerir cápsulas do suplemento de cranberry. Também é rico em oxalato o que pode aumentar a quantidade dessa substância na urina podendo acarretar na formação de pedras nos rins.

Leia também: Goji berry – Conheça o superalimento que emagrece

Efeitos colaterais do Cranberry

O Cranberry pode causar dor no estômago e diarreia. Deve ser evitado por pessoas que utilizam algum tipo de medicamento que retarda a coagulação sanguínea, pois a fruta aumenta o tempo de permanência da varfarina no organismo. Se você está fazendo algum tratamento medicamentoso não deve ingerir nada relacionado à fruta, pois ela interfere no metabolismo dos fármacos no fígado prejudicando a sua recuperação e pode acentuar os efeitos colaterais presentes no medicamento.

Referências
Sociedade Brasileira de Infectologia; Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia; Sociedade Brasileira de Nefrologia e Sociedade Brasileira de Urologia. Diretrizes Clínicas na Saúde Suplementar. Cistite Recorrente: Tratamento e Prevenção. 31 de janeiro de 2011.

Sobre Treino Mestre

Artigos assinados pelo Treino Mestre são escritos pela nossa equipe de profissionais de Educação Física, Nutricionistas, Fisioterapeutas, Atletas e demais colaboradores ligados a saúde e ao esporte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!