Página Inicial » Estética » Carboxiterapia – prós e contras

Carboxiterapia – prós e contras

Tudo sobre a Carboxiterapia: o que é, seus benefícios, prós e contraindicações, o que os estudos dizem? Funciona mesmo?

O conceito de beleza, atualmente, exige muitos cuidados e a busca pela perfeição é infindável. Em virtude disso, a cada dia estamos mais perto do alcance desse desejo mundial, diante de tanto conhecimento e tecnologias que a ciência nos traz com muita frequência. Mas sabemos que a beleza sem saúde é nada. Sabemos que temos de estar de bem com nosso corpo, sim, mas que a saúde sempre deve estar em primeiro lugar. Temos que ter em mente até que ponto é aceitável essa busca pela perfeição, se podemos nos sujeitar a tudo por ela, e se realmente vale a pena correr riscos para isso. O nosso assunto cai muito bem nessas concepções citadas, vamos conferir!

carboxiterapia tratamento celulite estrias funcionaO que é carboxiterapia

A carboxiterapia é um recurso que existe desde 1930, utiliza gás carbônico (CO2) atóxico e inodoro para fins estéticos, sendo injetado por uma agulha fina em diversas dimensões da pele, conforme a função a ser exercida. Seu procedimento é invasivo, e o fluxo (varia de 20ml/min a 150ml/min) e o volume (varia de 600ml a 1 litro) do gás infiltrado são controlados pelo aparelho, de acordo com a finalidade do tratamento.

Como é o tratamento

O gás carbônico é injetado sob a pele com a ajuda de uma agulha devidamente esterilizada e aplicada por um profissional especializado. Para aqueles que convivem ou de alguma forma já viram a agulha com a qual se aplica a insulina, ela é bem semelhante a usada no procedimento.

Essa agulha é ligada a um aparelho que consegue controlar a velocidade, a quantidade e o tempo que esse gás é administrado. Em seguida, o profissional fará uma pequena massagem com as mãos na região da aplicação com o objetivo de espalhar o gás o máximo possível.

A vazão máxima do gás é de até 80 ml por minuto e a localização da profundidade da agulha vai depender do que será tratado. Por exemplo: para estrias, a agulha será inserida dentro da cicatriz, já para tratar a celulite, a agulha deve ficar entre a pele e a gordura.

Prós da Carboxiterapia

Quem pode aplicar?

Pode ser aplicado por médico, dermatologista ou fisioterapeuta dermato-funcional, neste último caso, sendo que esteja comprovadamente habilitado para tal prática, ter concluído curso de primeiros socorros e possuir contrato com um serviço de urgência e emergência, caso seja necessário o rápido socorro do paciente.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

O que a carboxiterapia faz na pele

Segundo Oliveira Pinto (2012), “no ato da aplicação da carboxiterapia, ocorre uma lesão momentânea no local, onde é causado um processo inflamatório com o objetivo de reparar o tecido, e isso faz com que células especializadas para a remodelação tecidual como os fibroblastos (que produzem colágeno e elastina no organismo) migrem para o local, além do aumento do calibre vascular, que melhora a oxigenação, permitindo maior nutrição local.”

Sendo assim, o gás carbônico atua no melhor aporte sanguíneo da região, aumenta a oxigenação local (como consequência, aumento do metabolismo na região), atua na quebra dessas células adiposas, promove a reorganização do colágeno, além de auxiliar na renovação celular, trazendo assim, uma pele mais enrijecida.

Indicações para fazer Carboxiterapia

Essa técnica é indicada, especialmente, para quem quer se livrar das celulites de uma vez por todas. A celulite é uma inflamação que ocorre nas células da pele causada pelo acúmulo de gordura no tecido adiposo.

Essa inflamação resulta em formação de edema (acúmulo de líquidos) e fibrose (um tipo de tecido que se forma ao redor da inflamação, evitando que ela se espalhe). Esses três fatores, gordura, fibrose e edema, são os grandes causadores da celulite. Para tratar essa inflamação é necessário um tratamento que consiga agir nos 3 níveis e a carboxiterapia consegue fazer isso.

Quando ocorre a injeção de gás carbônico há uma melhora na circulação local que consegue reduzir o edema, o gás também consegue romper a fibrose e o aumento do metabolismo reduz o acúmulo de gordura na região. Ele é tão bom que chega a ser mais completo que a drenagem linfática, que se tornou a queridinha quando o assunto é celulite.

Estrias
Nada pior do que colocar um biquíni e ficar se sentindo a zebra num safári. Infelizmente, as estrias não têm tratamento definitivo, se você as têm se prepare para passar o resto da vida com elas. O que  os procedimentos, como a carboxiterapia faz, é amenizar o aspecto dela, deixando-a praticamente invisível.

A injeção de gás carbônico distende o tecido da cicatriz, durante o tratamento é possível ver a elevação do tecido, que fica em alto relevo na pele. A ideia aqui é estimular a produção de colágeno, uma proteína que promove firmeza e elasticidade à pele. O resultado fica melhor nas estrias vermelhas que são mais novas e ainda têm chance de recuperação.

A carboxiterapia também ajuda a melhorar o aspecto de diversas cicatrizes como na formação das fibroses que podem ocorrer em cirurgias plásticas e cicatrizes cirúrgicas em geral. O gás carbônico ele consegue romper a fibrose e, desta forma, reduz as irregularidades.

Olheiras e flacidez
Um dos tratamentos bastante utilizados para amenizar as olheiras é a carboxiterapia. Se a sua olheira for causada pela má circulação, esse procedimento pode ajudar. O gás consegue ativar e aumentar a circulação sanguínea. Lembrando que as olheiras podem ser causadas por outros fatores podendo ser até anatômicos, não sendo resolvidos através da carboxiterapia.

Por que a carboxiterapia melhora a aparência da pele? É bem simples: ela rompe algumas fibras do tecido cutâneo o que, por sua vez, acaba estimulando a produção de colágeno. Essa proteína é essencial para aqueles que querem reduzir a formação de rugas e linhas de expressão.

Gordura localizada
A primeira coisa que você precisa saber é que existem tratamentos muito mais eficazes para a redução da gordura localizada. A carboxiterapia consegue oferecer uma melhora discreta nesse aspecto. É através do aumento da circulação sanguínea e do metabolismo que as células de gordura começam a ser consumidas e se rompem.

Todas as indicações para tratamento de carboxiterapia:

  • Celulite;
  • Estrias;
  • Gordura localizada;
  • Flacidez;
  • Olheiras;
  • Cicatriz;
  • Rejuvenescimento da pele;
  • Pós-operatório de cirurgias plásticas;
  • (ou ainda) pré-operatório de cirurgias plásticas, para aumento da vascularização no local.

Contraindicações

  • Infecção, alergias, ou alguma doença ativa na região a ser tratada;
  • Gravidez;
  • Grau de obesidade alto;
  • Doença cardíaca ou pulmonar;
  • Câncer;
  • Distúrbios psicológicos;
  • doenças de pele;

É uma técnica que, em longo prazo, consegue diminuir (vejam bem: diminuir) estrias, celulite e flacidez (por exemplo), nos locais mais desfavoráveis.

Cuidados antes do tratamento
A pele deve estar completamente limpa e livre de qualquer tipo de óleo ou creme hidratante. Providencie a compra de uma pomada anestésica que pode ser indicada pelo próprio dermatologista. Leve-a para os dias em que for realizar o procedimento e passe 30 minutos antes da aplicação.

Em alguns casos podem ser utilizados analgésicos orais por conta da dor, que é completamente tolerável, porém algumas pessoas possuem o limiar da dor mais baixo que outras, sendo mais sensíveis a quaisquer tipos de procedimentos invasivos.

Quantas sessões são necessárias?
Lembre-se: cada qual tem um metabolismo, portanto, não é porque um conhecido conseguiu bons resultados em apenas 3 sessões que você também vai conseguir. Muita coisa depende do seu estilo de vida como prática de exercícios físicos e dieta.

A média de sessões para começar a ver os resultados fica entre 5 e 10 sessões. Para quem deseja tratar estrias ou celulites saiba que uma sessão por semana é o ideal. Na última sessão já é possível sentir a pele mais firme, com uma textura melhor e a redução da celulite.

Para quem quer tratar apenas a celulite, dá para fazer mais de uma sessão por semana desde que sejam em dias alternados. As sessões duram entre 15 a 30 minutos sendo que cada uma pode variar entre R$ 70 até R$ 200 dependendo da região e do profissional que realizará o procedimento.

O que deve ser evitado após o tratamento

Não há, praticamente, nada que o paciente não possa fazer depois do procedimento. É possível até mesmo fazer atividades físicas, chegando a ser recomendada essa prática. O único cuidado é para o caso de aparecer manchas roxas e sendo assim, a exposição ao sol deve ser evitada até que elas desaparecem por completo.

Por quanto tempo os efeitos durarão?

Da mesma forma que a eficiência do procedimento varia de pessoa para pessoa, o tempo dos efeitos também. Normalmente, fica em torno de 6 a 8 meses sendo que, ao final deste, podem ser necessárias novas aplicações, porém em menor quantidade.
Leia também:
Estrias – O que são, como surgem e como evitar, inclusive na musculação
Melhores tratamentos para combater a celulite

Sessões: o número de sessões vai depender do efeito que se pretende ter, e do problema que vai ser tratado. A periodicidade também varia bastante; cada um é cada um, deve-se prezar pelas exclusividades de cada indivíduo.

Contras e feitos colaterais da carboxiterapia

O perigo da carboxiterapia se encontra no modo de sua aplicação, e, considerando que cada indivíduo possui características exclusivas, a “carboxi” pode ser rejeitada pelo organismo, e isso é alarmante!

Você deve se certificar de que o profissional é realmente habilitado para isso, e deve sentir segurança, pois é um procedimento que, se aplicado incorretamente, pode formar um êmbolo (bolha de ar) que vai ficar livre na circulação, podendo causar embolia pulmonar ou até mesmo um AVE (acidente vascular encefálico) futuramente, por uma possível obstrução deste êmbolo. Ou pode também prejudicar as reações químicas metabólicas.

Vamos citar alguns itens que vão contra esse procedimento:

Dor: é um item bastante intenso no procedimento. Conforme o gás for sendo injetado, é referido sensação de ardência e dor forte, até mesmo pelo fato de estar ocorrendo algo não fisiológico ao tecido.

Efeitos pós aplicação: como ocorre um processo inflamatório, pode ocorrer o aparecimento de edema (inchaço), hematoma (é aquele aspecto roxinho que fica no local), calor local, dor, e perda de função (?), que são as características que acontecem na inflamação. Temos aqui mais uma constatação: junto com a inflamação, pode ocorrer a perda de função, ou seja, alterações sensitivas e mecânicas na região da aplicação.

Resultados: são mais demorados, pela adaptação que o tecido deve fazer nas aplicações. E também dependem muito do hábito de vida do paciente. Ah! A prática é um auxiliar, e pode ajudar a diminuir a celulite, por exemplo, mas não vai eliminar por completo. 

Duração dos efeitos: tempo indeterminado. Se você não cuida na alimentação rotineiramente e não pratica atividade física com frequência, os efeitos irão fugir logo, logo.

Veja a seguir um vídeo de tratamento para as estrias com a carboxiterapia

Referência:
PINTO, Lindalva Lima de Oliveira. Envelhecimento cutâneo facial: radiofrequência, carboxiterapia, correntes de média frequência, como recursos eletroterapêuticos em fisioterapia dermato-funcional na reabilitação da pele – resumo de literatura. Portal biocursos, 2012.

19 Comentários

  1. O organismo de cada pessoa é diferente. No meu caso e de muitas outras pessoas que conheço e também fazem, não dói. Esse conceito de que ela não é eficaz está errado. Qualquer aparelho estético , sem exercícios fisicos regulares e alimentação saudável, não é eficaz.

  2. Biomédicos estetas igualmente são habilitados no exercício da carboxiterapia

  3. Não precisa ser fisioterapeuta dermato funcional, pode ser só fisioterapeuta!!!!!!

  4. começei o tratamento a 1 semana,fiz 2 aplicaçoes,senti um pouco de dor,estou anciosa para ver resultado.

  5. Eu estou fazendo o tratamento com carboxiterapia para estrias , eu obtive um bom resultado , mas eu iniciei meu tratamento quando elas estavam bem vermelhas ainda . Elas eram mais grossas e agora estao finas e brancas ja. Mas eu ja estou indo para o oitavo mêsde tratamento, fazedo 1xpor semana.

  6. Eu fiz e obtive muitas melhoras na flacidez, tonus da pele, celulite e estrias.
    E não fiz nenhum outro tipo de tratamento junto.

  7. Estou fazendo CARBOXI na área dos olhos e como esteticista desde de 1997, estou super feliz! Melhorou muito em 8 sessões.. Fico com os olhos inchados por 2 dias, e mesmo assim vale a pena.

    • Franciani mendes Pinho

      Eu fiz as sessões e na oitava Santos mt formigamento no corpo depois comecei a sentir muita falta de ar derrapante e um mal estar no corpo mexeu com minha pressão arterial e os batimentos as vezes fica Alto da taquicardia arritmia

  8. eu tenho arritmia cardíaca e quero fazer lipocavitaçao e aplicação de carbox .
    teria algum problema ?

  9. Ali diz que a carboxiterapia só pode ser feita por Médico e Fisioterapeuta dermato funcional, mas na verdade ela também pode ser realizada por Biomédicos pós graduados em Biomedicina estética.

  10. aONDE EU FIZ O GAS SAIA DE UM CILINDRO, É CONFIAVEL ?

  11. comecei no dia 24 de janeiro de sse ano e terminei no dia 3 de abril, a Mesoterapia e a carboxiterapia para os flancos e para o abdomen. estou preocupadissema, quando eu ja havia feito a sexta aplicacao de ambas comecei a ficar com a barriga estofada, aumentaram as medidas ao vez de reduzir, ja vou para tres semanas que terminou e nada de desinchar e ainda ficou umas 6 bolinhas duras dentro da pele tenho feito massagens com hirudoith mas nao reduz o tamanho, estou bem apavorada sem saber oque fazer, nao moro no Brasil, dia 15 vim para Minessota USA, onde moro, se eu for no medico aqui vou ter que explicar oque aconteceu e dai eles nao pegam o meu caso, estou deprimida pensando o porque dessa reacao que meu organismo teve e esta tendo. Sera que vai voltar normal minha barriga? estou com ela maior doque quando iniciei o tratamento. aumentei de peso tres kg a mais e bastante frustrante.POR FAVOR SE ALGUEM TEM ALGO POSITIVO PARA ME FALAR SOBRE ISSO EU FICAREI BASTANTE AGRADECIDA

    • Você está melhor pq minha coxa tb está cheia desses grânulos duros e doendo bastante .. vou pra São Paulo agora ver a proporção das consequências .e as fibras estão deformadas da pra sentir ao toque .

  12. A questão. Ao eh se dói ou não.a questão são as consequências a longo prazo. Igualmente outro comentário minha coxa está cheia de grânulos duros,cada dia mais doloridos ao toque.. agora em São Paulo vou pesquisar o que houve . E as fibras da pra sentir deformadas e doloridas E isso apareceu agora depois de mais de 1 ano que apliquei .

  13. Ana Lúcia vasconcelos

    Pois é, e aí???quando teremos segurança nestes procedimentos feitos mas vezes por açougueiros onde o q impta e a grana!!!!Basta desse conceito de modo de enxergar a vida!Qdo estás pessoas ligadas a saúde e ao bem estar irão estar preocupadas FM exercer com exatidão e plenitude seus conhecimentos, sem pensar tão somente em seus bolsos, qdo a ética e a moral irá voltar???Qdo meu Deus, até quando???

  14. Faço carboxiterapia há 3 anos e nunca tive efeito colateral. Na região abdominal não dói, mas nas coxas chega ser insuportável. O resultado é excelente!!

  15. Estou na terceira sessão a dor nas pernas, ou onde tem mais gordura a dor realmente é insuportável mais estou com boas expectativas para o resultado…

  16. Dói? Dói muito SIM, para mim tem vez que chega ser insuportável, mas é o único procedimento que funciona MUITO em mim, sempre faço no abdômen.
    Todos os anos eu faço, ontem mesmo comecei, vou fazer 5 sessões, na primeira já consigo notar diferença!
    Então, super recomendo. Antes comprava varios pacotes de outros tratamentos…. nunca deu em nada. Mas a Carbox me trás o resultado esperado! Com certeza vou continuar fazendo e recomendando! I love Carbox!!!! rsrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *