Página Inicial » Saúde » Bupropiona – Remédio para parar de fumar ajuda a emagrecer?

Bupropiona – Remédio para parar de fumar ajuda a emagrecer?

O cloridrato de bupropiona é um antidepressivo usado no tratamento de quem deseja parar de fumar. Muitas pessoas tem usado esse medicamento para emagrecer, mas será que funciona?

A bupropiona é um medicamento que há 20 anos é utilizado no tratamento de pessoas que desejam parar de fumar. Antes disso, ele era receitado para pacientes que sofriam de depressão. Esse antidepressivo ajuda a inibir a recaptação de dopamina em maior grau e esta fica circulando por mais tempo na corrente sanguínea oferecendo sensação de bem-estar e tranquilidade. Foi exatamente esta ação que facilitou a vida de alguns fumantes durante a fase de abstinência. A vontade de fumar já não era tão forte o que ajudou muitos indivíduos a ganhar a luta contra o cigarro.

Bupropiona emagrece remedio para parar de fumar efeitos colaterais

Para quem a Bupropiona é indicada

Antes de indicar a medicação o médico precisa fazer uma avaliação. Normalmente ele indica esse antagonista nicotínico para indivíduos que fumam mais de 20 cigarros por dia ou que fizeram pontuação acima de 5 pontos no teste específico de Fagerström. Em geral, a bupropiona é indicada para pacientes que não conseguem largar o vício por não suportar os efeitos da abstinência causada pela nicotina.

Como a bupropiona age no nosso organismo?

Esse medicamento oferece a mesma sensação de bem-estar que o cigarro consegue oferecer. A nicotina faz com que a dopamina não seja reabsorvida e com isso fique mais tempo circulando no organismo. A bupropiona faz a mesma coisa competindo com os sítios de ligação da nicotina, ou seja, o nosso corpo passa a metabolizar a bupropiona no lugar da nicotina.

Como usar a bupropiona?

A bupropiona deve começar a ser administrada quando o indivíduo ainda é um fumante. Na segunda semana de tratamento, essa pessoa deve estabelecer com a ajuda do médico uma data para parar de fumar já que a medicação demora cerca de 1 semana para começar a agir dentro dos padrões desejados. O normal é que esse tempo seja em torno de 7 semanas e se o tratamento não obtiver êxito, o ideal é que ele seja substituído. A dose que é recomendada é de 1 comprimido de 150 mg uma vez por dia nos 3 primeiros dias e, a partir do 4º dia, 1 comprimido de 150 mg 2 vezes por dia.

É importante ter o cuidado de ingerir os comprimidos com, pelo menos, 8 horas de diferença entre eles. O tratamento pode ser modificado em função de alguns fatores, por exemplo, a dosagem será de apenas 1 comprimido por dia durante todo o tratamento se o paciente tiver problemas no fígado ou então se tiver mais de 65 anos de idade. Outro alerta é que o comprimido desse ser ingerido inteiro, portanto não o parta ao meio ou mastigue.

Superdosagem

É muito comum que as pessoas esqueçam de tomar a medicação na hora certa e acabem dobrando a dosagem no próximo horário para compensar. Uma superdosagem de bupropiona pode causar um ataque epiléptico ou uma convulsão. Quando você se esquecer de ingerir um comprimido basta tomar o próximo no horário normal como se já tivesse tomando o anterior. Se surgir alguma dúvida a melhor escolher é consultar o seu médico.

Contraindicações e advertências

Alguns cuidados devem ser tomados para fazer uso da bupropiona. Por exemplo, ela pode fazer com que o indivíduo sinta vertigens o que não é ideal para pessoas que trabalham operando máquinas ou até mesmo para dirigir. Outro porém é para as bebidas alcoólicas. A bupropiona pode aumentar a sensibilidade do indivíduo ao álcool e assim pode ser necessário que o seu médico suspenda o consumo de qualquer tipo dessa bebida. Veja outras advertências:

  • maiores de 65 anos ou menores de 18;

  • diabéticos;

  • problemas nos rins ou no fígado

  • tumor no cérebro;

  • se é viciado em álcool e se está em tratamento;

  • se já teve ataque epiléptico ou convulsão e já recebeu o diagnóstico de epilepsia;

  • se o indivíduo tem outro tipo de doença psiquiátrica além da depressão;

  • distúrbios alimentares como bulimia ou anorexia;

Leia também: Fluoxetina emagrece? Saiba mais sobre suas indicações e efeitos colaterais

Reações adversas ou efeitos colaterais da Bupropiona

O normal é que não ocorram efeitos colaterais durante a ingestão da bupropiona já que a maioria dos pacientes não apresenta nenhuma reação adversa. Mas como os organismos são muito diferentes pode acontecer de você apresentar algum sinal ou sintoma como resultado do uso da bupropiona. Dentre as reações alérgicas é possível observar:

  • inchaço na língua, lábios ou pálpebras;

  • dificuldade para respirar ou chiado no peito;

  • dores musculares ou nas articulações;

  • vertigem e desmaios;

  • problemas para dormir;

  • dores de cabeça;

Bupropiona emagrece?

Esse medicamento não tem efeito termogênico, não emagrece e nem possui essa finalidade. Supostamente seu efeito no emagrecimento pode estar relacionado pelo seu efeito antidepressivo, que ao combater a ansiedade, reduziria a vontade de comer e consequentemente resultaria na perda de peso. Mas não é nem um pouco recomendado tomar a bupropiona para fins estéticos e para auxiliar no emagrecimento. Além de se tratar de um medicamento controlado para combater a depressão e parar de fumar, existem inúmeros termogênicos que possuem bem mais eficácia na queima de gordura, além dos recursos básicos e bem mais saudáveis como a prática de atividades físicas e alimentação balanceada.

Leia também: Termogênicos – o que são, benefícios, efeitos colaterais e como tomar

Vantagens e desvantagens de usar a bupropiona

A bupropiona tem como principal vantagem o fato de reduzir a desistência ao tratamento contra o cigarro. Como a crise de abstinência fica controlada é muito mais provável que o paciente continue com o tratamento e que tenha uma resposta eficaz a ele livrando-se de uma vez por todas do cigarro. Porém, para aqueles que não conseguem parar de fumar por causa de uma dependência psicológica e não de causa química, esse medicamento não ajudará muito.

Além disso, como a bupropiona acaba mexendo nos níveis de dopamina, não é aconselhável a administração em pacientes que sofram de nenhum transtorno depressivo. Liberar mais dopamina em pessoas saudáveis pode levar a um estado de euforia no paciente e levar a desenvolver outros problemas psiquiátricos. Cardiopatas e hipertensos também precisam tomar cuidado antes de começar o tratamento com bupropiona. O ideal é que eles sejam sempre avaliados pelo médico que irá receitar a dosagem compatível com as suas necessidades e restrições.

Sobre Calila Galvao

5 Comentários

  1. Muito bem explicado o uso do medicamento. Gostaria de saber se existe algum site ou vídeos de suporte para quem deseja parar de fumar. Obrigada

  2. Roscimere Abrantes Félix

    Gostaria de saber se posso tomar chá de hibisco e gengibre estando tomando bupropiona.

  3. A minha endocrinologista me passou esse medicamento para emagrecer…mas quando li a bula,fiquei com receio se tomar, pois ele é pra parar fe fumar e não emagrecer!
    Gostaria de saber se esse medicamento pode fazer mal, pois nem fumar eu não fumo!

  4. Quanto tempo deve ser tomado para parar de fumar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!