Página Inicial » Dietas e Nutrição » Benefícios do ômega 3 no emagrecimento

Benefícios do ômega 3 no emagrecimento

Artigo completo onde você irá tirar todas as dúvidas sobre o ômega 3. Para que serve, principais fontes de Ômega 3 nos alimentos e seus benefícios inclusive no emagrecimento.

ômega 3 - Para que serve, emagrece, beneficios e suplementos

Os suplementos alimentares ganham cada vez mais destaque na nossa dieta. É difícil conseguir se organizar apenas com os alimentos para garantir a dose diária de todos os nutrientes essenciais que precisamos para manter o organismo a pleno vapor. Portanto, os suplementos podem ajudar bastante desde que haja uma orientação profissional a esse respeito. O ômega 3 pode ser ingerido nos alimentos ou em cápsulas, você pode escolher qual é a melhor opção para as suas necessidades. Mas, antes de adquirir e de consumir porque um amigo está tomando veja o que essa substância pode fazer por você, todos os prós e contras.

Entre os vários compostos que têm se revelado benefícios para a saúde humana, o ômega 3 está entre os primeiros da fila. Sendo um ácido carboxílico poli-insaturado, considerado essencial para o organismo, esse composto não é produzido pelo corpo, portanto deve ser consumido para que leve benefícios para o organismo. O composto ômega  que possui melhores benefícios é aquele de cadeia longa, chamado de ômega 3, existindo outros tipos que não detêm as mesmas propriedades deste, levando poucos benefícios quando ingeridos.

Para consumirmos este excelente nutriente, é necessário nos alimentarmos de certos itens da pirâmide alimentar. Entre estas algumas gorduras são ricas em ômega 3. Por mais que as gorduras sejam consagradas como problemáticas, algumas não se configuram dessa forma. Como falamos antes, os ácidos carboxílicos de cadeia longa se diferem dos de cadeia curta não somente em sua formação química, mas, também, nas propriedades que desempenham dentro do organismo.

O que é o ômega 3?

A primeira informação importante que você precisa tomar nota é que o ômega 3 é um ácido essencial, ou seja, ele não pode ser produzido pelo nosso corpo. Assim, a única maneira deter os seus benefícios é ingerindo através da alimentação. Existem, basicamente, 3 tipos de ácidos graxos: o saturado, o monoinsaturado e o poli-insaturado. O ômega 3 encaixa-se na última classificação, ou seja, ele é uma gordura poli-insaturada.

Composição do ômega 3

No ômega 3 podemos encontrar 3 tipos de ácidos graxos e que são considerados os melhores para a saúde. Estamos falando do ácido alfa-linolênico, ácido eicosapentaenoico (EPA) e ácido docosahexaenoico (DHA). Todos eles possuem uma dupla ligação no terceiro carbono depois da extremidade oposta ao grupo carboxila. Os ácidos graxos que são considerados bons para a saúde é aqueles que possuem cadeias com muitas moléculas, o que é o caso dos ácidos poli-insaturados.

Creio que muitos já tenham ouvido falar sobre o fato dos peixes conterem muito ômega 3 e essa informação está corretíssima. O EPA e o DHA são encontrados, principalmente, nesses animais enquanto que o ácido alfa-linolênico vem de fontes vegetais. Porém, este, pode ser transformado em DHA como podemos constatar nos casos da linhaça e da chia.

Leia também: Semente de linhaça: a mais nova aliada da dieta

A importância do ômega 3 para o organismo

Muitos aqui não se recordam das aulas do ensino médio quando a professora (o) de biologia falava que as células são formadas por uma membrana que contém uma bicamada lipídica. Pois bem, essa informação que antes parecia tão sem sentido e não se encaixava nas nossas vidas consegue mostrar a importância do ômega 3. Essa gordura é essencial para a formação de novas membranas celulares.  As células estão em constante renovação, todos os dias elas morrem e se multiplicam dentro de nós. Para quem tenham uma boa formação é preciso que todos os nutrientes necessários estejam disponíveis e entre os mais importantes estão os ácidos graxos como o ômega 3.

Outro fato que torna esse ácido graxo de vital importância é que ele ajuda na síntese da bainha de mielina. Essa substância recobre as nossas fibras nervosas e são essenciais para que qualquer estímulo externo seja enviado ao cérebro de maneira rápida. Por exemplo, quando encostamos em algo quente, o nosso primeiro instinto é retirar a parte do corpo que está em contato com muita rapidez. Mas como o nosso cérebro consegue compreender que o local está quente, que pode danificar e pele e que devemos retirar a parte do corpo imediatamente em fração de segundos? Graças a bainha de mielina que torna a passagem dessa informação muito mais eficiente.

O ômega 3 também é possui vital importância quando o assunto é visão. Ele ajuda na síntese da membrana que recobre a retina. Essa região do olho tem como função principal transformar o estímulo luminoso em elétrico e enviá-lo para o cérebro para que lá ele possa ser decodificado e interpretado fazendo com que você possa enxergar e reconhecer o objeto.

Benefícios do Ômega 3

O ômega 3 atua em pontos importantes do corpo, como o cérebro e o sistema circulatório. Ele trabalha diretamente com os níveis de colesterol ruim dentro das artérias.

Existem dois tipos de colesterol, o LDL, que é um composto de lipoproteínas de baixa densidade; e o HDL, contendo lipoproteínas de alta densidade. O primeiro, o LDL, pode causar vários problemas ao organismo, pois é capaz de formar placas em vasos sanguíneos, interrompendo a passagem do sangue. Já o HDL é considerado o “colesterol bom”, pois é capaz de absorver as placas depositadas nas artérias, retardando e evitando possíveis problemas no sistema circulatório.

Além de ser essencial para diversas partes do corpo, o ômega 3 consegue trazer vários benefícios para o bom funcionamento do nosso corpo. Vejamos os mais importantes logo abaixo.

Sistema cardiovascular

A formação de trombos põe qualquer pessoa em grande risco de vida. O trombo é um aglomerado de plaquetas sanguíneas que podem ocluir um vaso sanguíneo impedindo a passagem de sangue. Assim, o local fica sem oxigênio e as células começam a morrer, matando todo o cedo que não está irrigado. Esse é um dos casos nos quais pode causar um infarto ou um AVC.

Um estudo publicado na Revista Brasileira de Medicina do Esporte conseguiu constatar a eficiência do ômega 3 em reduzir as taxas de LDL e colesterol no corpo humano. Um grupo placebo de 6 nadadores de elite recebeu durante 45 dias um óleo mineral enquanto que o outro grupo com 8 nadadores receberam suplemento de óleo de peixe contendo 950 mg de EPA e 500 mg de DHA. Ao final do estudo ficou evidente o efeito hipocolesterolêmico que os ácidos graxos provocaram nos indivíduos da pesquisa.

O EPA consegue fazer um papel preventivo, evitando a formação dos trombos. Outro benefício do EPA é o fato de reduzir o triglicérides que, quando em excesso, pode causar problemas para o sistema cardíaco ocluindo um vaso pela formação de placas de ateroma (ou placas de gordura). Já o DHA trabalha na prevenção de arritmias cardíacas dando maior estabilidade aos impulsos elétricos gerados pelo nó sinoatrial e atrioventricular.

Contra a depressão

Já foi constatado através de exames que pessoas que sofrem de depressão possuem baixos níveis de ômega 3. Isso pode interferir diretamente na passagem normal de neurotransmissores (como a dopamina e a serotonina que estão ligados ao bem-estar) e receptores. A presença de mais ômega três auxilia no revestimento das células nervosas aumentando essa comunicação no sistema nervoso.

Para quem tem artrite reumatoide

A ação anti-inflamatória do ômega 3 é de vital importância para ajudar em patologias como essa. A artrite reumatoide é uma doença inflamatória que atinge, principalmente, as articulações e provoca muitas dores. Ele bloqueia uma enzima responsável por desenvolver o processo inflamatório. Importante destacar que apenas o ômega 3 não irá tratar a patologia. Ele deve ser ingerido em conjunto com a medicação prescrita pelo profissional.

Alzheimer e Parkinson

Ainda não é possível garantir se realmente o ômega 3 possui um impacto diretamente positivo na prevenção dessas doenças. Em uma revisão literatura publicada na Revista Cochrane ficou evidente que, apesar de inúmeras pesquisas, muitas delas não deram resultados significativos sobre os benefícios do ômega 3 na prevenção das demências. Porém, um estudo publicado no Arquivo de Neurologia em Chicago mostrou que aqueles que consumiam peixes em mais de 2 dias na semana apresentaram 50% menos chance de desenvolver Alzheimer.

Leia também: Óleo de prímula – Para que serve, benefícios e efeitos colaterais

O ômega 3 e a perda de gordura

O tecido adiposo em excesso causa um processo inflamatório (também responsável pelo aparecimento das celulites) e a ação anti-inflamatória do ômega 3 pode reduzir esses efeitos danosos. Quem está acima do peso precisa tomar cuidado, pois a gordura saturada acaba tomando o lugar do ômega 3 no cérebro e várias outras partes do corpo.

O problema é que a inflamação causada pela gordura saturada acaba atingindo o hipotálamo que é o centro de regulação para várias funções do corpo, inclusive da fome. Mas não se preocupe, ingerindo boas doses do ômega 3 essa parte é capaz de se recuperar totalmente voltando a trabalhar de manheira satisfatória.

Outro ponto positivo da forma como o ômega 3 interfere na redução do peso é como ele é capaz de reduzir a presença de proteínas responsáveis pela sensação de fome. Ele também é capaz de controlar os neurotransmissores responsáveis pela vontade de comer e assim, reduzem o apetite.

Benefícios do ômega 3 no emagrecimentoÔmega 3 e o emagrecimento

Em relação a dúvida se o ômega 3 emagrece, a resposta é sim! O ômega 3 é um poderoso composto para aqueles que, além de saúde, buscam a manutenção e, até mesmo, a perda do peso. O ômega 3 atua no hormônio regulatório chamado de insulina. Ele é responsável por manter os níveis de glicose no sangue controlados, nem muito altos nem muito baixos. Quando ingerimos muita glicose, os níveis de insulina aumentam também. Às vezes se desregulam causando muitos problemas, como altos ou baixos níveis de glicose. Os picos de insulina causam vários sintomas, como fome, na maioria das vezes. O ômega 3, ao ajudar na regulação do hormônio, diminui os altos níveis da insulina, dando saciedade ao indivíduo que o consome.

Além disso, o ômega 3 corrobora para acelerar a ativação de uma proteína, que tem como principal função facilitar a transformação da glicose em energia, diminuindo o depósito desse composto no corpo. Quando consumimos mais glicose que o corpo necessita, ela fica depositada em vários locais, como abdômen, braços, pescoço e pernas. O ômega 3 estimula a queima da glicose consumida, assim como a queima dos depósitos de energia.

Além disso, o composto tem outra importante função: regular a os níveis de leptina. A leptina é um hormônio peptídico produzida pelas células de gordura, também chamadas de adipócitos. Em pessoas obesas estes níveis se apresentam desregulados, causando maior fome. O controle desse composto auxilia na regulação do apetite, causando, consequentemente, diminuição da massa corporal.

Outras propriedades desse poderoso nutriente são a diminuição de triglicérides; melhora em vários aspectos do cérebro, por ser um ácido graxo e agir diretamente neste órgão; auxilia na absorção de cálcio pelo corpo; protege tendões e articulações; entre várias outras coisas.

Fontes de ômega 3 nos alimentos

Alguns dos alimentos mais ricos em ômega 3, e que devem ser adicionados ao cardápio diário, você conhece logo abaixo.

  • Salmão, sardinha e atum possuem uma grande concentração de ômega 3. Normalmente, peixes de águas profundas são ricos neste composto.
  • Sementes como a chia e a linhaça também possuem ômega 3. Alguns óleos, como óleo de canola e de soja, também tem em sua composição o ômega 3. Porém, não é aconselhável serem consumidos de forma exagerada, pois também possuem o ômega 6, composto prejudicial a saúde.
  • Outros alimentos que contêm ômega 3 são: ovos, avelã, gérmen de trigo, nozes, espinafre, pepino, couve, abacaxi, almendras e couve de bruxelas. 

Leia também: Dieta para ganhar massa muscular, é possível gastar pouco?

Suplementação em cápsula de ômega 3

Com a correria do dia a dia, as vezes fica complicado reunir em nossas refeições, fontes importantes de vários nutrientes, inclusive do ômega 3 citado nesse artigo, existem as formas concentradas encontradas nos suplementos que podem ser uma ótima alternativa.

Quando for acrescentar suplementos ou alimentos ricos em ômega 3, primeiramente, consulte um médico e um nutricionista. Eles poderão passar a quantidade correta de cada alimento para que você se beneficie inteiramente do composto. Principalmente, no caso de querer emagrecer, é necessário que o nutricionista passe uma lista de alimentos que auxiliarão neste processo.

Em lojas de produtos naturais você pode comprar a versão do ômega 3 concentrado em cápsulas. O preço pode variar de uma marca para outra, assim quanto a composição e quantidade a ser consumida são informadas na bula.

Como tomar e quanto consumir

Segundo a Sociedade Americana do Coração a quantidade ideal é de 4 gramas por dia. Porém, há controvérsias. Alguns estudos já mostram que esse número pode levar a desenvolver problemas de saúde. Assim, alguns especialistas preferem orientar apenas 3 gramas por dia. Os alimentos mais ricos em ômega 3 são os peixes que vivem em águas frias. Acontece que, animais que vivem em ambientes muito frios tendem a acumular gordura monoinsaturada e poli-insaturada no seu interior em maior proporção. O arenque e a sardinha são os que apresentam maior porcentagem de ômega 3.

Os suplementos de ômega 3 são prescritos apenas para aquelas pessoas que possuem alguma deficiência na absorção desse nutriente ou que, por algum motivo, não consigam consumi-lo por meio da alimentação.

Para os casos de ingestão em excesso, vários problemas podem acontecer. Assim, ele pode passar de um agente anti-inflamatório para um pró-inflamatório e pode até mesmo aumentar a resistência à insulina por parte do corpo. Pode também provocar hemorragias e o quadro dos obesos pode ficar ainda pior. Outros problemas mais graves podem ser apontados como induzir o desenvolvimento da ELA (esclerose lateral amiotrófica), uma doença grave, que atinge os músculos deixando-os fracos e que acaba em morte do indivíduo.

Contraindicações

Apesar de apresentar inúmeros benefícios para a saúde, esse ácido graxo pode ser maléfico para outros. Como ele reduz a formação de plaquetas, não é indicado para quem tem problemas como hemofilia. Pode haver o risco de hemorragia já que o ômega 3 dificulta a coagulação no caso de algum corte. As gestantes devem ficar atentas. Elas não são proibidas de consumir, mas é preciso a indicação médica de uma dosagem adequada. Valores em excesso podem causar o aborto do feto.

Referências:
ANDRADE, Priscila de Mattos Machado; RIBEIRO, Beatriz Gonçalves; CARMO, Maria das Graças Tavares do. Suplementação de ácidos graxos ômega 3 em atletas de competição: impacto nos mediadores bioquímicos relacionados com o metabolismo lipídico. Rev Bras Med Esporte,  Niterói ,  v. 12, n. 6, p. 339-344, dez.  2006 .  Disponível em Scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922006000600008&lng=pt&nrm=iso . acessos em  15  jun.  2015.  Dx.doi.org/10.1590/S1517-86922006000600008.
SCHAEFER, E. J. et al. Plasma phosphatidylcholine docosahexaenoic acid content and risk of dementia and Alzheimer disease: The Framingham Heart Study. Archives of Neurology, Chicago, v. 63, n. 11, p.1545-1550, 2006. Disponível em: Ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17101822>. Acesso em: 15 out. 2012.

5 Comentários

  1. foi o melhor site de suplementos e dietas que eu ja vi e li parabens

  2. Bom dia!
    Gostaria de saber se tem um horário(pré ou pós-treino) mais indicado para tomar as cápsulas de omega 3. Obrigado.

  3. jose roberto pacheco franco

    Muito bom artigo a respeito de omega 3. Gosto de ler sobre suplementos e até consumo alguns para quem ja passou dos 60tinha… Compro direto de sites de fora. Mas todos os artigos que li de voces achei de ótima qualidade e de grande valia para quem se interessa pelo assunto ou tenta se informar. Valeu gente…

  4. sandra fussieger

    muito interessante suas informaçoes . muito obrigada

  5. qual o melhor horario para tomar Capsula de Omega 3, antes ou pos treino?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curta-nos no Facebook!