Página Inicial » Treinos » A importância de fortalecer o vasto medial para preservar o joelho

A importância de fortalecer o vasto medial para preservar o joelho

Muito mais do que apenas produzir movimentos, alguns músculos tem uma importante função estabilizadora. Veja neste artigo sobre a importância de fortalecer o vasto medial para preservar o joelho!

fortalecer o vasto medial para preservar o joelho

A musculação é muito mais do que apenas uma ferramenta por um corpo bonito. Tida durante muito tempo como uma prática exclusiva de jovens que buscavam apenas aparência estética. Hoje, a musculação é vista inclusive como uma prática terapêutica. Fundamental para a manutenção da funcionalidade e para a longevidade, a musculação pode ser vista como uma prática de saúde. Neste sentido, compreender como ela atua na prevenção de lesões é uma maneira de usar a musculação de maneira inteligente.

Para isso, temos que compreender que os músculos que são hipertrofiados e fortalecidos pela prática da musculação, ajudam a reduzir a necessidades estabilizadoras de outras estruturas mais frágeis, como tendões e ligamentos. Por isso, o correto fortalecimento de determinados músculos é fundamental para que possamos proteger certas articulações.

Sobre isso, já mencionei neste artigo sobre o manguito rotador (Veja a importância de exercitar o manguito rotador), alguns músculos fazem com que os tendões e ligamentos sejam mais ou menos solicitados. Além do caso clássico do manguito rotador, temos ainda outros músculos que auxiliam na estabilização articular. Entre eles, temos o vasto medial, que é um importante auxiliar da articulação do joelho.

Como esta é uma das articulações mais lesadas na população em geral, vou mostrar como o fortalecimento deste músculo auxilia no processo de estabilização do joelho.

Vasto medial, ele pode ajudar a salvar seu joelho!

fortalecer o vasto medial

O joelho é a articulação mais complexa de nosso corpo. Diversos ligamentos, meniscos e outras estruturas que auxiliam na absorção do impacto do corpo no dia a dia. Neste sentido, o complexo muscular do quadríceps, formado pelos músculos vasto lateral, vasto medial, vasto intermédio e reto femoral. Todos estes músculos são ativados de maneira quase simultânea. Porém, existem variações nos movimentos de extensão do joelho que dão mais ênfase a alguns músculos.

O grupamento muscular do quadríceps é um dos responsáveis pela estabilização da patela. Todos os músculos envolvidos auxiliam na manutenção da estabilidade da patela e com isso, ajudam a evitar possíveis lesões oriundas de uma instabilidade patelar.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Porém, quando o quadríceps é contraído, os músculos vasto lateral, vasto intermédio e reto femoral tendem a provocar uma leve lateralização da patela. Isso, em longo prazo, pode promover deformidades e problemas, como a condromalácia.

Para isso, somente o vasto medial é que “puxa” a patela medialmente. Desta maneira, desequilíbrios musculares nele podem vir a causar lesões em longo prazo.

Mas como o quadríceps é ativado durante todo o movimento, como é que eu faço para fortalecer o vasto medial de maneira mais isolada, em caso de desequilíbrio muscular?

Como fortalecer o vasto medial

O vasto medial, assim como todos os outros músculos do quadríceps, atuam em todo o movimento de extensão de joelho. Porém, temos nos últimos 25 graus do movimento, uma ativação mais acentuada do vasto medial.

Desta maneira, quando um desequilíbrio muscular é de fato verificado por um profissional, temos que ter um trabalho específico para este músculo. Em exercícios como a cadeira extensora, temos nos graus finais do movimento de extensão uma maior ênfase do vasto medial.

Em movimentos como o agachamento, temos também nos graus finais do movimento uma maior solicitação deste músculo.

Desta maneira, quando este músculo está enfraquecido, o ideal é usar estes exercícios apenas com os graus de movimento indicado.

É importante salientar que de maneira alguma você deve fortalecer somente o vasto medial (em situações não-patológicas). Um quadríceps bem fortalecido, bem como um tríceps surral e isquiotibiais, são a fórmula certa para que você não venha a ter problemas com seus joelhos. Além disso, flexibilidade e boa execução também são fundamentais para isso.

Enfim, para ter joelhos saudáveis você precisa de um treino bem montado e bem executado. Caso contrário, as chances de você vir a ter problemas é muito grande! Bons treinos!

Referências:
JOELHO: LESÕES, PRINCIPAIS FORMAS DE TRATAMENTO E PREVENÇÃO www.gease.pro.br/artigo_visualizar.php?id=152
Vastus Medialis Exercises to Stabilize the Knee Joint www.healthline.com/health/fitness-exercise/vastus-medialis-exercises#7 

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

2 Comentários

  1. Os graus finais que vocês se referem no agachamento são na descida ou subida?

    • Fiquei na dúvida também, acredito que deve ser o mais próximo de ficar na vertical (em pé) então deve ser a metade do movimento em relação ao de 90 graus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *