Página Inicial » Dietas e Nutrição » 6 hábitos que impedem seu desenvolvimento físico

6 hábitos que impedem seu desenvolvimento físico

Somos seres de hábitos e tentamos ao máximo, manter os mesmos. Mas isso nem sempre é positivo. Veja agora alguns hábitos que te impedem de desenvolver seu físico da melhor forma!

Hábitos que impedem seu desenvolvimento físico

O que fazemos em nosso dia a dia, reflete diretamente na forma como obtemos resultados em nossos treinos. Os hábitos diários, podem ser a chave ou a razão para não termos os resultados esperados. Por isso, é muito importante buscar estratégias para acabar com os hábitos que nos trazem problemas.

Muitos hábitos, trazem efeitos altamente nocivos para os resultados de nosso treino e principalmente, para nossa saúde. Por isso, eliminá-los de nossa rotina, vai fazer com que tenhamos resultados muito melhores.

6 hábitos que fazem com que você não tenha bons resultados!

Falar em hábitos é algo que envolve uma série de variáveis. Temos que entender que hábito é aquilo que fazemos em nossa rotina, sem um esforço além da média. Por isso, existem alguns pontos importantes a serem analisados.

Estes hábitos podem ser relacionados a nossa rotina, ou ainda, a dieta e ao treino. Em todos estes casos, há hábitos que trazem malefícios para o resultado de seu treino. Por isso, selecionei 6 hábitos, que podem prejudicar e muito o seu desenvolvimento físico!

1- Comer sempre a mesma coisa

Quando falamos em termos de dieta, um dos hábitos que mais trazem problemas ao desenvolvimento físico, é justamente a repetição constante de alimentos. Mesmo que sejam alimentos com boa qualidade nutricional, teremos uma limitação.

Nosso corpo precisa de diversos tipos de nutrientes para que tenhamos bons resultados. Mesmo que você coma alimentos ricos em determinados nutrientes, precisa, com o passar do tempo, de diferentes formas de aquisição de macro e micronutrientes.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Por exemplo, muitas pessoas focam apenas em batata doce e frango para a obtenção de carboidratos e proteínas. Não que estes dois alimentos não sejam de boa qualidade. Muito pelo contrário.

Porém, se você ingerir apenas estes alimentos, vai acabar ficando sem a absorção de nutrientes que não estão presentes nestes alimentos. Por isso, sua dieta precisa ter uma boa qualidade e principalmente, variedade. Sem isso, seu corpo acabará, em determinado momento, perdendo desempenho e resultados, por falta de variedade nutricional.

Ingira alimentos de boa qualidade, com uma boa variação na ingestão e em alguns casos, até na quantidade. Existem estratégias que vão fazer com que você ingira em alguns casos, menos calorias e nutrientes em determinados dias. Além disso, é muito importante alternar a quantidade de ingestão de determinados nutrientes. Por isso, é fundamental ter o acompanhamento de um bom nutricionista!

Leia também => 6 maneiras de alternar os estímulos e obter melhores resultados na musculação

2- Estímulos sempre iguais

O desenvolvimento físico é um processo que parte da adaptação. Ou seja, precisamos de um ambiente e estímulos, que gerem a estimulação de um processo adaptativo. Sem isso, será muito difícil manter o desenvolvimento em longo prazo.

Por isso, se queremos aumentar a adaptação, precisamos de estímulos diferentes. Quem treina sempre igual, sem uma alternância na intensidade, volume ou em outras variáveis de treino, não terá bons resultados em longo prazo.

Até mesmo a periodização, que é o planejamento estratégico do desenvolvimento físico, se baseia na alternância destes estímulos.

Esta modificação nos estímulos pode ocorrer em diferentes situações. Podemos treinar com mais carga em um mês ou uma semana e menos no outro, ou ainda, usar diferentes amplitudes, cadencias ou exercícios.

Veja que não estou falando que seu treino precise ser sempre diferente. Ele precisa sim, impor diferentes estímulos. Você pode treinar de diferentes formas, sem grandes modificações na estrutura em geral do treino. Você pode, por exemplo, usar uma variação na execução de determinados exercícios, mas não mudar completamente a estrutura do treino. Tudo vai depender de sua individualidade e de seus objetivos.

É fundamental para que você tenha um bom desenvolvimento físico, que seu treino traga estímulos variados, que sejam sequenciais e complementares. Por isso, a periodização é fundamental!  

3- Treinar sempre no mesmo horário

Este é um dos pontos mais difíceis de mudar. Primeiro, por que envolve nossa rotina, nosso tempo. Porém, quando pensamos em um desenvolvimento em longo prazo, é interessante modificar quando possível, o horário de treino.

Não que este seja um ponto que vai, por si só, trazer sucesso em seu treino. Ele não é tão determinante assim. Porém, como citei no item anterior, é importante impor diferentes estímulos ao corpo, para que tenhamos um processo adaptativo mais intenso.

Nosso corpo produz hormônios de forma diferente durante o dia. Em alguns momentos do dia, produz mais ou menos determinado hormônio. Ao treinarmos em diferentes horários, aproveitamos as janelas anabólicas que cada um deles proporciona.

Por exemplo, quem treinar muito a noite, pode ter uma quebra de platô no desenvolvimento se passar a treinar pela manhã. Da mesma forma, o oposto.

Quem treinar há mais tempo, tem um hábito, um ciclo em seu corpo. Ao treinar em um horário diferente, mesmo que seja a mesma série e sem grandes variações na estrutura, faz com que tenhamos um estimulo diferente. Salientando sempre, que isso só fará diferença real caso seu treino e dieta estejam bem executados e alinhados com sua individualidade.

Leia também => Qual o mínimo de treinos semanais você precisa para ter resultados?

4- Treinar apenas o que gosta

Dentro da musculação há uma questão muito específica: precisamos fazer coisas que nem sempre gostamos. É natural que nós tenhamos movimentos e treinos que gostemos mais. Porém, um hábito que faz com que muitas pessoas não se desenvolvam da melhor forma possível, é não treinar movimentos que não gostam, mas que são de grande importância.

Por exemplo, não é muito comum encontrarmos pessoas que gostem de treinos de Core. Ou então, pessoas que não gostam de treinar coxas ou membros superiores. Porém, se queremos um desenvolvimento físico de verdade, precisamos superar isso.

É fundamental que busquemos estratégias para que todos os músculos do corpo, que realmente interferem na qualidade de vida e desempenho, sejam estimulados da forma correta.

Mesmo que você não queira um desenvolvimento muscular acentuado de determinado grupamento muscular, você deve treiná-lo. Eu vejo, com grande constância, pessoas que não gostam de treinar os músculos lombares, por exemplo. Ele não tem tanto apelo estético e são facilmente retirados da rotina de treinos.

Porém, sem músculos lombares fortes, não teremos uma boa mecânica de movimento em diversos treinos. Além disso, estaremos comprometendo nossa funcionalidade, afinal, eles são responsáveis por dar sustentação e estabilidade a coluna vertebral.

Este é apenas um exemplo, mas há vários. O que fica evidente, porém, é que devemos fazer o que deve ser feito e ponto final. Caso contrário, seu desenvolvimento e saúde, estarão prejudicados.

5- Treinar em excesso

Em qualquer academia ou estúdio, há uma dualidade. Algumas pessoas “treinam” muito pouco, faltando frequentemente aos treinos e não levando a sério seu programa. De outro lado, temos pessoas que treinam em excesso e também colocam sua saúde e desenvolvimento em risco. O desenvolvimento muscular e metabólico, é pautado em estímulo, seguido de recuperação. Por isso, é muito importante que seu treino seja bem executa, mas que você dê a seu corpo, o descanso necessário.

É muito comum, principalmente em casos de pessoas que estão em estagnação de desenvolvimento, verificarmos um caso de overtraining. Permitir, na sua rotina de treinos, que haja a recuperação metabólica e dos tecidos, é fundamental para seu desenvolvimento.

É neste cenário, que a periodização é tão importante. Com ela, teremos períodos de maior intensidade, os chamados períodos de choque. Da mesma maneira, na sequência teremos os períodos regenerativos, onde o volume e a intensidade do treino reduzem.

Por isso que pessoas que fazem seu treino baseado em um bom planejamento, se desenvolvem muito melhor e de forma mais fácil.

6- Não avaliar os resultados

Quem não mensura, não sabe se está evoluindo realmente. Por isso, é muito importante em seu treino, avaliar se as estratégias, tanto nutricionais como de treino, estão de fato, trazendo reais resultados.

A avaliação de seu treino pode ser feita de diferentes formas. Quando pensamos em termos estéticos, ela pode ser feita com fotos, mensuração da composição corporal e circunferência de grupos musculares, membros e troncos.

Se for por desempenho, dependemos diretamente de outros fatores. Cada esporte em questão, tem suas particularidades que precisam ser avaliadas.

Porém, o hábito de não avaliar e mensurar os resultados do treinamento, é que faz com que você possa não ter bons resultados. Afinal, se não avalia, não tem como verificar erros e possíveis soluções.

Leia também => 5 sinais que você estagnou nos resultados

Estes são alguns dos hábitos que te impedem de ter melhores resultados em seus treinos. Evita-los é um grande passo para ter resultados de verdade. Sempre treine com a orientação adequada! Bons treinos!

Sobre Sandro Lenzi

Educador físico apaixonado pelo desenvolvimento humano. Atuo como produtor de conteúdo, personal trainer e com consultoria online.
CREF: 22643-G/SC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *